Trincheira construída para a Copa de 2014 já apresenta problemas e será interditada para obras

Obra foi entregue em 2014 sem conclusão do projeto e agora custará mais R$ 14 milhões para reparar falhas deixadas

Trincheira Jurumirim - Foto por: Marcos Vergueiro/Secom-MT

A trincheira no cruzamento das avenidas Jurumirim e Miguel Sutil em Cuiabá passará por novas recuperações e deve ficar até sete meses interditada. 

O principal problema é infiltração da pista, problema apontado poucos meses após a conclusão da obra, parte do pacote da Copa do Mundo de 2014.

Conforme a Secretaria de Estado de Infraestrutura (Sinfra), na parte de baixo da trincheira deve ser removido 1,5 metro de solo em profundidade para a substituição por material mais resistente. 

A trincheira foi orçada no projeto original em R$ 5,2 milhões, com prazo de conclusão em 2014. Os serviços foram entregues, no ano previsto, com 97,8% de conclusão. 

Em análise da obra, a Sinfra identificou falhas em toda a estrutura – além da infiltração no pavimento, distorções nas juntas de dilatação na parte superior, ou seja, que afetam as pistas marginais. A recuperação está orçada em R$ 14,2 milhões. 

A licitação foi aberta pela Sinfra, responsável pela execução da obra, em outubro do ano passado.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorFávaro quer audiência pública com ministro para tratar de estradas e ferrovias de MT
Próximo artigoBolsonaro indica Joaquim Silva e Luna para presidência da Petrobras