Três no 2º turno?

Deputado aponta o possível fim da polarização partidária para justificar sua proposta de mudança

Já pensou em escolher entre três candidatos em um possível segundo turno à Presidência da República? Essa é a ideia do deputado federal Mário Heringer (PDT-MG), que protocolou uma Proposta de Emenda à Constituição (PEC), que tramita na Câmara dos Deputados.

O texto prevê que os três candidatos mais votados no primeiro turno disputariam o cargo em um novo pleito. O novo turno seria realizado 20 dias após a divulgação do primeiro resultado.

Atualmente, só os dois candidatos mais votados vão para uma segunda fase da disputa eleitoral. Isso vale também para governadores e prefeitos de cidades com mais de 200 mil eleitores.

Para justificar sua proposta, o deputado apontou o possível fim da polarização partidária e citou a eleição de 2018, como exemplo.

“A presença de três candidatos no segundo turno das eleições majoritárias faz com que os eleitores insatisfeitos com a polarização tenham a oportunidade de expressar sua escolha em um terceiro candidato”, explica.

Para ele, a emenda também colocaria fim ao número elevado de votos nulos, brancos e abstenções nas eleições.

A PEC será analisada pela Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania, que vai avaliar se ela se encaixa nos princípios constitucionais do país.

Se for aprovado, o texto será examinado por uma comissão especial a ser criada exclusivamente para isso. Só depois será votado em dois turnos pelos demais parlamentares.

(Com Assessoria)

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorCPI recomeça (de novo)
Próximo artigoCoronavírus afeta exportações de carne mato-grossense para a China