Três desembargadores devem concorrer à presidência do Judiciário de Mato Grosso

Mandato da desembargadora Maria Helena Póvoas encerra em novembro e Clarice Claudino, José Zunquim e Luiz Ferreira devem tentar sucessão

(Foto: Otmar de Oliveira/TJMT)

Três desembargadores devem concorrer à presidência do Poder Judiciário de Mato Grosso. Segundo a titular do cargo, desembargadora Maria Helena Póvoas, os concorrentes até o momento são Clarice Claudino, José Zunquim e Luiz Ferreira. 

“Qualquer um dos três está perfeitamente apto a exercer o cargo. Aqui há essa conciliação [de não fazer ataques pessoais ao adversário na disputa], não existe aquele acirramento como na política eleitoral”, afirmou a desembargadora nessa sexta-feira (24). 

A presidente disse que não faz preferência, por exemplo, pela sucessão por outra desembargadora, com base na questão de gênero. Segundo ela, as candidatas precisam mostrar potencial para estar no comando. “As mulheres não votam em mulheres pelo simples fato de ser mulher; ela [a candidata] tem que dizer a que veio”, afirmou. 

A desembargadora Maria Helena Póvoas foi eleita presidente do Tribunal de Justiça em novembro de 2020 para o prazo de dois anos. O mandato encerra em novembro. Ele chegou ao cargo com os votos de 18 desembargadores. 

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorBares e restaurantes: pesquisa mostra que empresas estão com dificuldade em contratar
Próximo artigoBrasil é o 6º país do mundo com mais diabéticos