Tratamento para casos graves

Pesquisa da Universidade de Oxford mostra que até 33% dos pacientes em UTI se recuperaram com dexametasona

Imagem Ilustrativa (Reprodução: Agência Brasil/Rahel Patrasso)

A Sociedade Brasileira de Infectologia (SBI) informou que há resultado positivo no tratamento da covid-19 em pacientes com quadro grave. Um estudo da Recovery, da Universidade de Oxford, aponta que o medicamento dexametasona ajudou na recuperação de até 33% das pessoas testadas. 

Houve redução de mortalidade de 33% nos pacientes com covid-19 em ventilação mecânica. Nos pacientes precisando de oxigênio, mas sem assistência de ventilação mecânica, a queda da mortalidade foi de 20%. 

Já entre os pacientes que não necessitam de oxigênio, não houve diferença com a prescrição do medicamento. 

A entidade analisou que os resultados permitem uma conclusão prática: “todo paciente com covid-19 em ventilação mecânica e os que necessitam de oxigênio fora de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) devem receber dexametasona via oral ou endovenosa 6mg uma vez por dia por 10 dias”. 

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorPandemia não será controlada sem testes em massa, diz especialista
Próximo artigoPunição dobrada a corruptos