Tráfego é liberado na BR-070 após bloqueio de índios que cobravam pedágio de R$ 50

Eles também pediam celeridade nas investigações sobre a morte de um índio atropelado há um mês

Trecho da BR-070, que liga Cuiabá a Brasília, foi liberado para o tráfego no fim da manhã desta segunda-feira (12) pela Polícia Rodoviária Federal (PRF). Desde às 7 horas, um grupo de cerca de 50 índios bloqueava a rodovia, próximo a cidade de Primavera do Leste (245 km de Cuiabá), e protestava pedindo celeridade nas investigações sobre a morte de um índio da aldeia. O grupo também estava cobrando um pedágio de R$ 50 por carro para que os motoristas pudessem seguir viagem.

Foto: Divulgação/PRF

Conforme a PRF, os índios são da Aldeia São João. Segundo o grupo, um indígena da aldeia teria morrido atropelado no dia 12 de outubro. Eles cobram que a Polícia Civil acelere as investigações sobre o caso.

A PRF também confirmou que já havia sido informada, no final de semana, sobre o bloqueio nesta segunda-feira. Uma carta teria sido enviada pelo cacique.

Rodovias nas aldeias

Essa não é a primeira vez que indígenas protestam bloqueando rodovias em Mato Grosso.

No mesmo município de Primavera do Leste, membros de outras aldeias, da etnia Xavante, já fizeram outros bloqueios e pediram que a rodovia deixasse de cruzar a aldeia. Isso porque diversos atropelamentos de indígenas já teriam acontecido no local.

Na ocasião, o superintendente regional do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit), Orlando Fanaia, disse que os indígenas cobravam mais sinalizações e lombadas nos trechos de terras indígenas.

Leia mais:

Índios bloqueiam a BR-070 para cobrar pedágio e revoltam motoristas

Índios cobravam até R$ 50 em pedágio; 10 foram detidos e 18 veículos apreendidos

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

O LIVRE ADS