Trabalhadora é condenada por utilizar conta da empresa para pagar boletos dela

Ao todo, mulher terá que ressarcir R$ 24,6 mil os empregadores, que alegam não ter autorizado transações

(Foto: TRT-MT/Divulgação)

Após utilizar a conta bancária da empresa onde trabalhava para fins particulares, uma trabalhadora foi condenada a ressarcir R$ 24,6 mil aos empregadores. A decisão é da Vara do Trabalho de Primavera do Leste.

As inconsistências na conta bancária da empresa foram descobertas quando um dos sócios-proprietários, estando em viagem, não conseguiu realizar uma compra pelo cartão, por insuficiência de saldo.

Após análise, foram encontrados comprovantes de pagamento de boletos particulares em nome da trabalhadora e da filha dela. As operações, segundo os empregadores, não foram autorizadas.

Em sua defesa, ela afirmou que todas as transações bancárias foram autorizadas verbalmente pelo sócio proprietário. Segundo ela, diversos valores foram encaminhados à contabilidade da empresa para realizar o desconto no seu salário.

LEIA TAMBÉM

Sem provas

Segundo o juiz titular da Vara do Trabalho de Primavera do Leste, Mauro Vaz Curvo, a ex-empregada não conseguiu provar que teve autorização dos empregadores para utilizar a conta bancária da empresa.

Documentos juntados aos autos, tais como, boletos e transferências bancárias, demonstram que em vários meses foram realizadas transações bancárias sem a devida compensação no holerite.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorJá pode tirar o casaco do armário? Semana vai começar com temperaturas mais baixas em Cuiabá
Próximo artigoPolícia identifica motorista que fugiu após acidente que matou empresário