Tortura: mulher é chicoteada com correntes por não fazer entrega para facção

Eles queriam que ela entregasse entorpecentes e também a acusaram de roubar drogas

Imagem ilustrativa (Foto: Freepik)

Uma mulher de 42 anos foi torturada por integrantes da facção Comando Vermelho em Pontes e Lacerda (450 km de Cuiabá). O motivo é que ela se negou a realizar uma entrega de drogas para os criminosos.

Segundo relato da vítima, ela foi chicoteada com correntes em suas costas. Ela procurou a polícia e relatou muita dor. Enquanto contava o ocorrido, a mulher chorou muito na delegacia.

Ela levantou a blusa e mostrou aos policiais os vários hematomas em suas costas. A vítima soube dar o nome de três suspeitas que teriam participado da tortura.

Questionada, ela disse que as agressões foram motivadas por ela se negar a realizar a entrega de entorpecentes para a facção e por eles a acusarem de ter furtado drogas para uso próprio.

O caso foi registrado como “tortura submetendo alguém sob sua guarda, poder, ou autoridade, com emprego de violência ou grave ameaça, a intenso sofrimento físico ou mental, como forma de aplicar castigo pessoal ou medida de caráter preventivo”.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorKátia Abreu defende Exército na rua para cumprir “lockdown”
Próximo artigoChef Wal Untar concorre ao prêmio máximo de gastronomia