Testes de vacina contra a covid-19 começam em Mato Grosso

Pelo menos 800 profissionais da saúde que atuam no combate à covid-19 receberão duas doses da vacina no Estado

(Foto: Divulgação/HUJM)

Uma das possíveis vacinas contra a covid-19 começou a ser testada em voluntários em Mato Grosso, nesta terça-feira (6). O protótipo Coronavac, do laboratório chinês Sinovac, será aplicado em profissionais da saúde.

O centro aplicador da vacina no Estado será o Hospital Universitário Júlio Müller, em Cuiabá. Ao todo, 800 profissionais devem fazer partes dos testes em Mato Grosso.

A primeira voluntária a receber a dose foi a médica infectologista, Giovana Volpato Pazin Feuser. “Estou muito satisfeita em participar desse processo, tanto na perspectiva da área da saúde, como no exercício da cidadania. Senti-me muito segura com a confiabilidade dos procedimentos”.

LEIA TAMBÉM

Os voluntários para essa fase de avaliação da vacina serão profissionais de saúde que estejam trabalhando na assistência à covid-19. A lista inclui médicos, enfermeiros, bioquímicos, farmacêuticos, técnicos de enfermagem, fisioterapeutas, psicólogos, nutricionistas, fonoaudiólogos, dentistas.

Serão incluídos profissionais de saúde que nunca tiveram e que já foram infectados com a covid-19. O único pré-requisito é o registro em conselho de classe (exigência da Anvisa).

(Foto: Jacqueline Lisboa/Especial Metrópoles)

Metodologia e acompanhamento

Cada voluntário receberá duas doses da vacina. A primeira no dia da inclusão na pesquisa e a segunda, entre duas e três semanas após a primeira imunização. Como será um ensaio randomizado, a probabilidade de receber placebo será de 50%, em relação 1:1, em estudo triplo cego.

O Instituto Butantan disponibilizará aos voluntários um aplicativo onde cada profissional poderá manifestar o interesse de participar. Tão logo manifeste o interesse, o voluntário será agendado para um dia e horário.

O tempo de seguimento, com ligações telefônicas, envios de mensagens e avaliações clínico-laboratoriais periódicas deverá ser de 12 meses após a vacinação.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorQuanto tempo leva para abrir uma empresa? MT tem o 3º menor prazo do Brasil
Próximo artigoA violência contra a mulher, o trabalho e a pandemia