“Tenho séria desconfiança das urnas eletrônicas”, diz Júlio Campos

Ex-senador afirmou que o sistema pode ser falho e, por isso, defende a adoção de um sistema auditável

(Foto: Suellen Pessetto/ O Livre)

O ex-governador e ex-senador Júlio Campos (DEM) afirmou que não possui confiança plena nas urnas eletrônicas. Em entrevista ao LIVRE, na quinta-feira (2), ele afirmou que desconfia de alguns resultados do passado.

De acordo com o político, adotar um sistema auditável não é regresso, mas apenas uma maneira do eleitor ter segurança sobre a validade de seu voto.

“Voto auditável não significa voltar a cédulas de papel como era antes. É apenas uma forma de incluir um pequeno equipamento nas atuais urnas eletrônicas para que o eleitor, ao apertar o número do candidato, saiba que será computado da forma correta. Eu sou a favor”, disse o político.

Possíveis fraudes no passado

O ex-governador ainda afirmou que não possui confiança total nas urnas eletrônicas e acredita que elas possam ser violadas.

“Há muitas dúvidas (sobre a urna eletrônica), eu mesmo tenho séria desconfiança de algumas eleições com essas urnas eletrônicas. Qualquer computador necessita e passa por mãos humanas, pode ter hackers da vida… Se bancos são atingidos, por que as urnas não seriam?”, indagou o ex-governador.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorReforma do Imposto de Renda pode custar quase R$ 30 bi no próximo ano
Próximo artigoMato Grosso recebe 206.380 doses de vacina contra a covid-19 nesta segunda-feira