Tem ideias para a Cuiabá 300 anos? Participe do Fórum com a prefeitura

Prefeitura vai ouvir as demandas da população e empresários para as celebrações dos 300 anos da Capital

(Foto:Ednilson Aguiar/ O Livre)

A Prefeitura de Cuiabá realiza no próximo dia 22 de janeiro a 1ª Reunião Cuiabá 300 Anos. O evento, que está sendo organizado pela Secretaria Extraordinária dos 300 Anos, acontecerá no auditório Maestro China, da Secretaria Municipal de Educação, situada na Rua Diogo Domingos Ferreira, 292, bairro Bandeirantes. Conforme o planejamento, o encontro tem início marcado para as 14h e segue com uma série de debates até às 17h30.

Para participar do fórum, os interessados devem efetuar a inscrição pelo telefone (65) 99303-1984, em horário comercial. A reunião é aberta para pessoas físicas, jurídicas, órgãos e entidades governamentais, em âmbito federal, estadual e municipal. A ideia é que todos os interessados em contribuir com as comemorações Cuiabá 300 possam discutir sobre questões relacionadas ao projeto de celebração do tricentenário, de 2019 a 2020.

O evento faz parte do planejamento de trabalho da Secretaria Extraordinária dos 300 Anos, que tem como uma de suas atribuições a realização de articulações e atividades de fomento para a participação de diversos setores econômicos e sociais.

De acordo com a titular da Pasta, Cely Almeida, um dos principais objetivos da gestão é inserir, de forma efetiva, toda a sociedade civil organizada dentro do processo de construção do importante momento para a Capital.

“Estamos cada dia mais perto da data histórica para Cuiabá e, de maneira organizada, estamos dando andamento em cada uma das etapas que compõem o conjunto de comemoração dos 300 anos. A promoção desse encontro é mais um passo fundamental dentro daquilo que o prefeito Emanuel Pinheiro tem nos orientado, que é garantir a participação da população nesse projeto tão especial”, explica Cely.

Com assessoria

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

O LIVRE ADS