|Domingo, 16 Dezembro 2018

    Tecnologia x Natureza: como o homem está remodelando a Terra

    COMPARTILHECOMPARTILHE

    Rodrigo Vargas/O Livre

    rio cuiabá

    Nos últimos dias venho finalizando a preparação para a minha próxima viagem ao Chile, no começo de dezembro. Já falei muito sobre o meu amor pelo país, que visito com certa frequência. Desta vez, no entanto, não irei abordar o tema terremotos. Irei com dois focos: uma apresentação sobre os chamados povos que vivem até hoje da natureza e terminar um longa metragem sobre meu trabalho com os terremotos.

    No congresso que será realizado em 10 de dezembro no hotel O’higgins, em Viña del Mar, vou expor minhas experiências junto a algumas etnias típicas de alguns países. Vou contar sobre a minha experiência com a cultura dos Zulus, na África do Sul; os Irantxe, no Brasil; os Chiquitanos, na Bolívia, entre outros.

    A importância desse evento é abordar o meio-ambiente em um momento que, ao redor do mundo, estamos vendo a falência das políticas públicas e da diplomacia. Eventos que tratam do assunto são sempre bem-vindos.

    Ao passar algum tempo com esses povos, muitas reflexões aparecem, sobretudo no que diz respeito ao impacto real – e muitas vezes imperceptível – que a tecnologia causa em nossas vidas. Tanto o meio-ambiente quanto a tecnologia estão presentes o tempo todo ao nosso redor. E causamos mudanças indiretas profundas ao priorizar a tecnologia.

    Por um lado, a tecnologia traz uma sensação de segurança e melhor qualidade de vida. Carros, eletrônicos, todos eles têm nitidamente uma função. Mas não precisa ser ao custo da destruição contínua e indireta do meio-ambiente, da cultura local e do estilo de vida que os povos tanto prezam. Como lidar com essas duas questões ao mesmo tempo? Eis a grande reflexão que eu proponho.

    Filme

    Outro motivo da minha viagem é a preparação de um longa metragem chamado “Sísmico”, que trata da minhas experiências com as previsões de terremotos. A pedido do diretor Severino Neto, nele pretendo mostrar um pouco mais quem eu sou, não apenas aquele Aroldo que está constantemente nas televisões falando de previsões. Mas tentar mostrar a pessoa que chegou até essas sacadas.

    Não deixa de ser, também, uma reflexão sobre a natureza e a tecnologia. Certamente sem a tecnologia teria tido muito mais dificuldade em chegar aos padrões que cheguei. Ao mesmo tempo, a minha natureza tal e qual foi concebida também foi parte fundamental do processo. Convido a todos acompanhar esse processo.

    Com certeza será um grande evento, espero todos vocês lá. fiquem ligados nas minhas redes sociais, teremos sempre novidades.

    Tecnología x Naturaleza: cómo el hombre está remodelando la Tierra

    En los últimos días vengo finalizando la preparación para mi próximo viaje a Chile a principios de diciembre. Ya he hablado mucho sobre mi amor por el país, que visito con cierta frecuencia. Esta vez, sin embargo, no voy a abordar solo el tema terremotos. Yo iré con dos focos: una presentación sobre los llamados pueblos que viven hasta hoy de la naturaleza y planificar la presentación un largometraje sobre mi trabajo con los terremotos.

    En el congreso que se realizará el 10 de diciembre en el hotel O’higgins, en Viña del Mar, expondré mis experiencias junto a algunas etnias típicas de algunos países. Voy a contar sobre mi experiencia con la cultura de los Zulus, en Sudáfrica; los Irantxe, en Brasil; los Chiquitanos, en Bolivia, entre otros.

    La importancia de este evento es abordar el medio ambiente en un momento que, alrededor del mundo, estamos viendo la quiebra de las políticas públicas y de la diplomacia. Los eventos que se ocupan del tema son siempre bienvenidos.

    Al pasar algún tiempo con esos pueblos, muchas reflexiones aparecen, sobre todo en lo que se refiere al impacto real -y muchas veces imperceptible- que la tecnología causa en nuestras vidas. Tanto el medio ambiente como la tecnología están presentes todo el tiempo a nuestro alrededor. Y causamos cambios indirectos profundos al priorizar la tecnología.

    Por un lado, la tecnología trae una sensación de seguridad y una mejor calidad de vida. Autos, electrónicos, todos ellos tienen claramente una función. Pero no necesita ser al costo de la destrucción continua e indirecta del medio ambiente, de la cultura local y del estilo de vida que los pueblos tanto aprecia. ¿Cómo manejar estas dos cuestiones al mismo tiempo? Esta es la gran reflexión que propongo.

    Películas

    Otro motivo de mi viaje es la preparación de un largometraje llamado “Sísmico”, que trata de mis experiencias con las previsiones de terremotos. A pedido del director Severino Neto, en él pretendo mostrar un poco más que yo, no sólo aquel Aroldo que está constantemente en las televisiones hablando de previsiones. Pero tratar de mostrar a la persona que llegó hasta esos balcones. No deja de ser, también, una reflexión sobre la naturaleza y la tecnología.

    Ciertamente sin la tecnología habría tenido mucho más dificultad en llegar a los patrones que llegué. Al mismo tiempo, mi naturaleza tal y cual fue concebida también fue parte fundamental del proceso. Invito a todos a seguir este proceso.

    Sin duda será un gran evento, espero todos ustedes allí. se queden conectados en mis redes sociales, tendremos siempre novedades.

    Assinatura Coluna Aroldo

     

    Deixe um comentário

    Please enter your name here
    Please enter your comment!

    LINKS PATROCINADOS

    DESTAQUES

    Bairro Cuiabá História Municípios Policia
    Adote um idoso: abrigo faz campanha para arrecadar presentes de Natal
    Ventania destrói estrutura de feira e derruba postes de energia em Livramento; veja fotos
    TCE determina que Prefeitura de Cuiabá suspenda lei que retira juros e multas de dívidas contraídas este ano
    Assembléia Legislativa Câmara Municipal Eleições 2018 Governo Judiciário Partidos Prefeitura
    “Isso não vai acontecer”, diz presidente do TJ sobre redução do duodécimo
    Em posse, presidente da OAB resgata “grampolândia pantaneira” e promete cobrar respostas da Justiça
    Com a presença de Temer, “Trincheira da Chapada” será inaugurada em 28 de dezembro
    Agricultura Agropecuária Economia Agrícola Indicadores Agrícolas Pecuária Tecnologia Agrícola
    Conab projeta crescimento de 22% na área plantada de algodão em MT
    Rompimento com árabes e China prejudicaria o agronegócio
    Chuvas contribuem para aumento na captação de leite em MT
    Artes Cênicas Artes Plásticas Artesanato Cinema Comportamento Cultura Popular Gastronomia LIteratura Música
    Feira de moda em Cuiabá adiantará tendências do Outono/Inverno 2019
    Batalha de poesia: Pacha Ana concorre a vaga em campeonato mundial na França
    Dupla Anselmo e Rafael lança novo álbum em show especial de fim de ano
    Corrupção Economia Eleições Estados Política
    Mais Médicos recebe até hoje inscrições de formados no exterior
    Mega-Sena pode pagar hoje R$ 42 milhões a quem acertar 6 dezenas
    Considerado foragido, João de Deus entra para lista da Interpol
    Concurso Dicas Estágio Vagas de Emprego no Mato Grosso
    Provas de concurso para a Secretaria de Educação serão aplicadas neste domingo
    Prefeitura de Nova Monte Verde abre concurso com 56 vagas e salários de até R$ 12 mil
    Concursos públicos ofertam mais de 300 vagas e salários chegam a quase R$ 9 mil
    X