Técnico de enfermagem investigado por assediar crianças de fanfarra municipal é preso em MT

Suspeito estava atuando recentemente como instrutor voluntário da Fanfarra Municipal de Brasnorte

Imagem Ilustrativa (Foto: Freepik)

Um técnico de enfermagem investigado por aliciar e assediar menores de idades foi preso pela Polícia Civil nessa terça-feira (28) em Brasnorte (579 km a noroeste de Cuiabá) em uma ação para cumprimento de mandado judicial.

O suspeito, de 32 anos, teve a ordem de prisão decretada pela Comarca de Brasnorte por crime contra a dignidade sexual com a finalidade de praticar atos libidinosos. Ele também já respondeu inquérito por favorecimento a prostituição de adolescentes, em Campo Novo dos Parecis.

As investigações contra o técnico de enfermagem, que trabalha no Hospital Municipal da cidade, bem como estava atuando recentemente como instrutor voluntário da Fanfarra Municipal, iniciaram após denúncia anônima feita à Delegacia de Polícia de Brasnorte.

Conforme apurado, os assédios eram cometidos contra crianças e adolescentes que faziam parte do grupo de alunos da Fanfarra Municipal.

O delegado Honório Gonçalves dos Anjos Neto explicou que durante as diligências foram coletadas informações por meio de testemunhas, entre outros indícios, incluindo o histórico criminal do investigado, que levou a Polícia Civil a representar pelo pedido de prisão do enfermeiro, que foi deferido pela Justiça.

“Na casa do suspeito foram apreendidos aparelhos eletrônicos como celular, notebook e dois pen-drives, que subsidiarão as investigações que continuam com a finalidade de identificar se houve outras vítimas e outros crimes praticados por ele”, disse o delegado de polícia.

Após ter o mandado de prisão cumprido em sua residência situada na região central de Brasnorte, o suspeito foi conduzido até a delegacia para as providências cabíveis, sendo posteriormente apresentado e colocado à disposição do Poder Judiciário.

(Da Assessoria)

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anterior88% dos empresários acreditam que juros altos e burocracias os impedem de crescer
Próximo artigoInovação: mato-grossenses desenvolvem aplicativo para carteira de vacinação animal