Taxa de morte por covid-19 é mais alta no SUS em Mato Grosso

Observatório Social de Mato Grosso diz que a rede pública teve quase o dobro de casos até fevereiro deste ano

(Foto: Ednilson Aguiar/ O Livre)

Mortes em Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) por covid-19 são mais frequentes em hospitais da rede pública de saúde. Um balanço divulgado nesta terça-feira (6) pelo Observatório Social de Mato Grosso mostra que os óbitos registrados até fevereiro no Sistema Único de Saúde (SUS) eram quase o dobro dos da rede privada. 

Conforme o Observatório, 50% das pessoas internadas na UTI até o fim do fevereiro tiveram registro de saída por causa de morte. Na rede privada, a taxa variou entre 29% e 30%. 

“A taxa de rede pública em Mato Grosso é mais alta desde o início da pandemia. Em Sinop, houve hospital que chegou a 92% em julho e piorou para 100% entre outubro e dezembro. São dados extraídos de documentos que tivemos acesso de registro de saída de pacientes do hospital”, disse a diretora-executiva do Observatório, Elda Mariza Valim Fim. 

Conforme ela, em Santa Catarina, com o dobro da população de Mato Grosso (7,5 milhões), a taxa de morte por covid-19 no SUS teve média de 20% até o momento.  

“Nós não sabemos o motivo dessa taxa tão alta em Mato Grosso, quase o dobro da média nacional. Pedidos para o governo nos informar o protocolo de atendimento para a covid. Será igual ao de Santa Catarina? É diferente? O que está sendo medicado?”, pontua. 

Conforme a Secretaria de Estado de Saúde (SES), até o dia 28 de fevereiro, haviam sido registrados 5.806 mortes por covid-19. A taxa de morte por mil habitantes era de 1,66 caso.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorImprobidade em Rondonópolis: Empresa consegue desbloquear R$ 950 mil
Próximo artigoDesbloqueio de patrimônio