Tarifa de ônibus em Cuiabá subirá para R$ 4,95 e será a 2ª mais cara do país

Reajuste após três anos sem mudanças será de 20% e ficará abaixo somente de faixa cobrada em Curitiba

Foto: Ednilson Aguiar/O Livre

A tarifa do transporte coletivo em Cuiabá vai subir para R$ 4,95 a partir do dia 9 de maio. O decreto com a autorização do prefeito Emanuel Pinheiro de reajuste do preço foi publicado na Gazeta Municipal desta quinta-feira (14). 

Após três anos sem correção, o custo da passagem vai subir 20%, o maior percentual dos últimos anos, que variam entre 10% e 15%. Há algumas semanas, Emanuel Pinheiro já havia anunciado que não conseguiria segurar por mais tempo o reajuste da tarifa. 

A justificativa, na época, foi que os aumentos consecutivos do preço do diesel pela Petrobras, desde novembro de 2021, estão forçando a fonte de dinheiro que o município vinha usando para evitar os reajustes em 2020 e 2021. 

Outro fator apontado foi a relação entre preço e benefício do transporte público em Cuiabá. Segundo o prefeito, a tarifa era muito cara pela quantidade de serviço oferecido. 

“Agora, com a entrega de 150 novos ônibus climatizados, tenho que ter responsabilidade com o equilíbrio econômico, cumprindo o compromisso com a população de avançar na melhoria da qualidade da prestação de serviço ao usuário do transporte coletivo e, em virtude do aumento do diesel e dos insumos de uma forma geral”, comentou. 

Com o aumento, Cuiabá passará a ter a segunda tarifa de ônibus mais cara dentre as capitais. Curitiba lidera com a cobrança de R$ 5,50, após o reajuste aplicado no começo de março. Porto Alegre cobra R$ 4,80 e Belo Horizonte R$ 4,50. 

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorALMT vê ‘uso eleitoreiro’ de máquinas e vai fiscalizar a distribuição pelo governo
Próximo artigoVídeo | Policiais salvam criança levada a base da PM desacordada e sem respirar