“Taques tornou-se uma metamorfose delirante”, avalia Augusto Nunes em video – veja

O governador tinha parafraseado o então presidente Lula, que disse ser uma "metamorfose ambulante" ao mudar de opinião sobre a existência de um imposto

(Foto:Ednilson Aguiar/ O Livre)

O governador de Mato Grosso, Pedro Taques (PSDB), recentemente afirmou ser uma “metamorfose ambulante” quando explicava a sua mudança de posição a respeito da reeleição. Quando senador, era contra. Como governador, é pré-candidato à reeleição. Na sequência, disse que estava parafraseando Raul Seixas, autor da canção com o mesmo nome. 

Essa música, porém, já havia sido utilizada como forma de se auto explicar por um outro político, hoje preso na operação Lava Jato. Em 2007, quando passou a defender a manutenção da Contribuição Provisória sobre Movimentação Financeira (CPMF), o então presidente Luiz Inácio Lula da Silva disse, igualmente, ser uma “metamorfose ambulante”, para justificar o porquê havia mudado de opinião a respeito do tema. Como oposição era contra. No governo, a favor. 

A época era outra. Reeleito e fortalecido pela votação recebida no ano anterior, Lula estava prestes a aproveitar seu momento de maior popularidade como político. Realidade distinta do atual mandatário de Mato Grosso. 

Na visão de Augusto Nunes, colunista do LIVRE, ao parafrasear Lula, Taques não conseguiu nada além de desvirtuar a expressão. “Taques tornou-se uma metamorfose delirante”, avalia. Confira o vídeo:

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorAo serem denunciados por tráfico, Pepa e Alicate fogem; um suspeito foi preso
Próximo artigoPIB recua 1% no trimestre encerrado em maio, diz FGV