Taques sobre delação: “é bom que isso venha à luz para acabar com a dúvida logo”

O tucano ressaltou ainda que o assunto não traz prejuízos para sua campanha à reeleição.

(Foto:Ednilson Aguiar/ O Livre)

O governador do Estado e candidato à reeleição, Pedro Taques (PSDB), assegurou, na manhã desta terça-feira (21), que a possível homologação da delação premiada do empresário Alan Malouf no Supremo Tribunal Federal (STF) é positiva para ele. Taques acrescentou, contudo, não saber se de fato houve a validação.

“É bom para que possamos definir quem fez coisa errada e quem não fez. É bom que isso venha a lume, à luz, para acabar com a dúvida logo”, disse durante vistoria em obras do Executivo Estadual.

O assunto veio à tona novamente na manhã de hoje devido a reportagem divulgada pela Folha de S. Paulo. Segundo o jornal, na delação, Malouf teria confessado ter sido o operador de um “caixa dois” da campanha eleitoral do governador em 2014. Taques, por sua vez, afirmou que o empresário não era responsável pelo financeiro de sua campanha e negou a existência de arrecadação ilícita.

“Isso não é fato. Eu fiz reuniões com ele. Ele ajudou na campanha, mas não era o financeiro da campanha. Ele apresentou alguns empresários e a contribuição foi dentro da legalidade. A respeito da campanha eleitoral, está tudo definido na Justiça Eleitoral. Estou absolutamente tranquilo. Não houve nenhuma novidade, nada que não sabíamos que ele tinha dito”, pontuou o governador.

O tucano ressaltou ainda que o assunto não traz prejuízos para sua campanha à reeleição. “O cidadão de bem me conhece. Sabe o que eu fiz. Tudo que foi arrecadado foi declarado, eu não tenho nada a ver com a questão da Secretaria Estadual de Educação”, ponderou, numa referência ao esquema de desvio de recursos da pasta pelo qual Malouf foi condenado a 11 anos de prisão.

Por fim, Taques pontuou que o assunto não é novo, que perdura desde maio de 2016, e que inclusive já respondeu à Procuradoria Geral da República, por escrito, naquele ano.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorMesa da Câmara decide amanhã se cassa mandato do deputado Paulo Maluf
Próximo artigoCineCaos traz Petter Baiestorf e Gurcius Gewehr para debater o “trash” em Cuiabá

O LIVRE ADS