Taques diz que assumiu o governo com um “rombo” muito maior do que irá deixar para Mauro Mendes

Taques afirma que saldo negativo recebido por ele foi de R$ 2,5 milhões

(Foto:Ednilson Aguiar/ O Livre)

O governador Pedro Taques (PSDB) disse, nesta sexta-feira (7), que recebeu o Governo do Estado, em 2015, com um déficit no orçamento maior do que será deixado por ele ao próximo governador, Mauro Mendes (DEM).

À época, Taques afirmou que Silval Barbosa (ex-MDB) havia deixado um “rombo” de cerca de R$ 2,5 bilhões. Já a equipe de transição de governo de Mendes aponta que Mato Grosso vai encerrar 2018 com um saldo negativo de R$ 1.896 bilhão. No comparativo, Taques recebeu o Estado com um déficit de R$ 600 milhões a mais.

Para o tucano, entretanto, deixar dívida para o sucessor é “absolutamente normal diante do momento histórico que o Brasil vive”.

Por outro lado, Mauro Mendes afirma que a situação financeira do Estado é grave e, inclusive, já anunciou que muita gente vai ficar sem receber, porque não tem dinheiro em caixa para pagar.

O estudo orçamentário realizado pela Comissão de Transição, que aponta o saldo negativo, foi apresentado pelo governador eleito aos deputados estaduais na quarta-feira passada (5).

Na oportunidade, o presidente da Assembleia Legislativa de Mato Grosso, deputado Eduardo Botelho (DEM), chegou a dizer que o próximo orçamento não será maquiado, como teria ocorrido no projeto da Lei Orçamentária Anual (LOA) de 2018, enviado por Taques, que não apontou saldo negativo.

“O governador [eleito], Mauro Mendes, pediu para fazer um orçamento realista, pois o que tem hoje é um orçamento meio maquiado, pois tem um déficit de R$ 1,5 bilhão e ele quer que conste [no projeto]”, detalhou o presidente da Assembleia Legislativa.

A LOA, que está sendo alterada a pedido do governador eleito, ainda não foi encaminhada para o Legislativo Estadual. Os parlamentares vão entrar em recesso nas próximas duas semanas, por isso, o novo projeto deve entrar em pauta apenas em janeiro.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorHospital Santa Rosa encerra inscrições para Residência Médica 2019 nesta sexta
Próximo artigoMinistério da Fazenda defende manutenção do teto de gastos