Tambor de óleo explode e mata funcionário da Marfrig

Trabalhador tinha 31 anos e era morador de Cuiabá

Foto: Reprodução / Facebook

Um funcionário da fábrica da Marfrig localizada no Bairro Alameda, em Várzea Grande (região metropolitana de Cuiabá), morreu nessa sexta-feira (4) em um acidente de trabalho com um tambor de óleo de girassol.

O acidente aconteceu por volta das 13h10, quando a vítima, identificada como Jony Luiz Ferreira, 31 anos, estava na área de preparo de massas e fermentação, na companhia de mais três funcionários.

No momento do acidente, Jony manuseava um tambor de 200 litros de óleo girassol e, para fazer a extração do óleo do interior do tambor, utilizou uma mangueira de ar compressor.

Quando foi pressurizar o tambor, no entanto, este explodiu e atingiu o rosto de Jony. As testemunhas apenas ouviram a explosão e já viram o colega de trabalho atingido.

O médico da Marfrig foi chamado imediatamente para prestar socorro a Jony, mas constatou que o funcionário já estava sem vida.

O local foi isolado e a Polícia Militar, a Polícia Civil e a Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec) foram acionadas.

Quando a equipe da Delegacia Especializada de Homicídio e Proteção à Pessoa (DHPP) chegou ao local, encontrou a vítima caída no chão, com lesões na face e na parte posterior da cabeça.

Jony já trabalhava na empresa há vários meses e tinha prática na atividade que estava exercendo no momento do acidente. Sua função era de auxiliar operacional.

A causa da morte, a princípio, foi registrada como acidente de trabalho.

Em nota, a Marfrig lamentou a morte de Jony. A empresa afirmou que está prestando toda a assistência à família da vítima e, em conjunto com as autoridades, está apurando os fatos.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorFerrovia em Cuiabá vai atrair empresas e beneficiar de imediato 260 indústrias
Próximo artigoProfessor de música abusa sexualmente de criança de 11 anos durante aula