Súplicas ao reitor

O mais novo pedido para a UFMT aplicar a prova que pode revalidar os diplomas de mil médicos veio de Rondônia

(Foto: Reprodução/Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil)

O senador Marcos Rogério, do DEM de Rondônia, se uniu ao “coro” que vem pedindo ao reitor da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), Evandro Soares, a realização do Revalida, suspenso em função da quarentena necessária para conter o novo coronavírus.

No requerimento, o parlamentar afirma que mais de mil graduados em Medicina no exterior esperam pela prova para poder começar a trabalhar no Brasil.

Segundo o senador, os profissionais não estão em grupos de risco e podem ser empregados na linha de frente contra a covid-19.

Em Mato Grosso, médicos também aguardam a aplicação do Revalida.

O senador Carlos Fávaro e o próprio governo do Estado também já solicitaram que a UFMT reconsidere a decisão de suspender a aplicação da prova. Fávaro, até agora sequer recebeu uma resposta da universidade.

LEIA TAMBÉM

O Revalida deixou de ser aplicado pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas (Inep) em 2017. A expectativa era que o exame verificador fosse feito pelas universidades.

Na UFMT, as provas estavam previstas para agosto, mas foram adiadas, sem previsão de nova data.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorFurnas pede retirada do Malai e de moradores das margens do lago de Manso
Próximo artigoPrefeitura já aplicou R$ 344 mil em multas a empresas que furaram a quarentena