|domingo, 19 agosto 2018
(Foto: Valdenir Rezende/Agência Estado)

STJ mantém bloqueio de bens de ex-diretor que revelou esquema da JBS em Mato Grosso

Ele é acusado de participar de esquema de corrupção que causou prejuízo de quase R$ 100 milhões aos cofres públicos do Estado

76
COMPARTILHECOMPARTILHE

O ministro do Superior Tribunal de Justiça (STJ) Napoleão Nunes Maia Filho negou recurso protocolado pelo ex-diretor de tributos do Grupo JBS, Valdir Aparecido Boni, e manteve o bloqueio de R$ 319 mil em bens do empresário, que é um dos delatores em um processo derivado da Operação Lava Jato. Valdir Boni é acusado de participar de esquema de corrupção que causou prejuízo de quase R$ 100 milhões aos cofres públicos de Mato Grosso.

O ex-diretor foi condenado em 1º e 2º graus em ação civil pública por ato de improbidade administrativa proposta pelo Ministério Público Estadual (MPE-MT), contra ele, a JBS, o ex-governador do Estado Silval Barbosa, o ex-secretário estadual de Planejamento Marcel de Cursi e o ex-secretário-chefe da Casa Civil Pedro Nadaf.

Conforme a denúncia, eles teriam alterado o regulamento do Imposto Sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) a fim de beneficiar a JBS, sendo que o governo teria estabelecido uma concessão de crédito à empresa no valor de R$ 73,5 milhões entre os anos de 2008 a 2012.

Constatada a fraude, o Ministério Público firmou um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) com o grupo e o ex-diretor de tributos, por meio do qual a JBS efetuou um pagamento de R$ 99,2 milhões referentes aos prejuízos causados ao erário, com correções.

A justiça de 1º grau, entretanto, entendeu que o TAC infringia regras constitucionais e determinou o bloqueio de bens do empresário. No recurso, a defesa de Aparecido Boni alega que a indisponibilidade de bens não poderia ser determinada em ação civil pública.

O ministro, por sua vez, argumentou que as conclusões das instâncias ordinárias são as mesmas da corte superior no que se refere à distinção entre ação civil pública com matéria tributária e ação de improbidade, cuja causa envolve questões tributárias.

“Mercê desta constatação endoprocessual, o acórdão não praticou violação alguma a texto de lei, não merecendo reproche, portanto”, declarou o ministro em trecho da decisão monocrática.

Delação

Na delação, cujo acordo foi firmado com a Procuradoria Geral da República (PGR), Boni revelou que Pedro Nadaf havia forjado um documento para que a JBS não arcasse com uma multa de R$ 180 milhões por falta de pagamentos de ICMS no Estado.

 

Deixe um comentário

Please enter your name here
Please enter your comment!

DESTAQUES

Bairro Cuiabá História Municípios Policia
Estudante se sensibiliza e vende brownies para comprar cadeira de rodas a adolescente com paralisia cerebral
Bombeiros não liberam Rock Arena e público é barrado na entrada do evento; veja vídeo
MD: Droga sintética tema de música é apreendida pela primeira vez em Sinop
Assembléia Legislativa Câmara Municipal Eleições 2018 Governo Judiciário Partidos Prefeitura
Personagens inusitados e nomes curiosos: as figuras carimbadas de toda eleição
População de MT vai poder escolher entre 519 candidatos nas eleições deste ano
Carreta carregada de cerveja tomba e carga é saqueada em Sorriso
Agricultura Agropecuária Economia Agrícola Indicadores Agrícolas Pecuária Tecnologia Agrícola
Fazenda que produz mais de 37 mil litros de leite por dia atrai atenção dos mato-grossenses
Vendas de carne bovina crescem 11% e somam US$ 3,5 bilhões
Fazendeiros que desmataram 242 hectares terão que pagar R$ 150 mil
Artes Cênicas Artes Plásticas Artesanato Cinema Comportamento Cultura Popular Gastronomia LIteratura Música
Duelo estadual de MCs terá seletivas nas batalhas de Cuiabá e VG até outubro; confira datas
Shows internacionais invadem o gramado da Arena Pantanal em Cuiabá
Rede que conecta pensadores sobre mundo contemporâneo será lançada na UFMT
Corrupção Economia Eleições Estados Política
Mega-Sena acumula e pode pagar R$ 27 milhões na quarta-feira
Governo procura 67 pessoas para pagar indenização por trabalho escravo
Decreto proíbe cobrança por cadeira de roda em viagem rodoviária
Concurso Dicas Estágio Vagas de Emprego no Mato Grosso
Por R$ 23 mil, Tribunal de Justiça de Mato Grosso lança concurso para magistratura
Sejudh abre concurso para agentes penitenciários com salários de até R$ 3 mil
Sine Municipal oferece 78 novas oportunidades para quem deseja retornar ao mercado de trabalho
X