STJ manda prender duas desembargadoras por venda de sentença

Segundo o Ministério Público Federal, o esquema criminoso envolveria várias instâncias do Poder Judiciário da Bahia

O ministro Og Fernandes, do Superior Tribunal de Justiça (STJ), determinou na manhã desta segunda-feira (14) a prisão temporária de duas desembargadoras do Tribunal de Justiça da Bahia (TJBA). Elas são suspeitas de liderar um esquema de venda de sentenças.

Segundo o Ministério Público Federal (MPF), o esquema envolveria várias instâncias do Judiciário baiano.

Além da prisão das duas desembargadoras, o MPF requereu a prisão preventiva de um operador de juiz e o cumprimento de 36 mandados de busca e apreensão contra suspeitos de integrar o grupo criminoso.

De acordo com a Polícia Federal – responsável pelo cumprimento das ordens do STJ -, os investigados são suspeitos de corrupção ativa e passiva, lavagem de dinheiro, evasão de divisas, organização criminosa e tráfico de influência.

A decisão do ministro também garante o afastamento do cargo de todos os servidores públicos envolvidos no esquema.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorDesafios das eleições de 2022
Próximo artigoEm troca disso…