Sob nova direção

Aliado de Valtenir Pereira se revolta com suspensão de diretório

O ex-secretário-geral do PSB de Mato Grosso Milton Simplício emitiu nota anunciando sua desfiliação e repudiando a decisão do presidente nacional, Carlos Siqueira, de desativar o diretório mato-grossense. Inconformado, o aliado do ex-presidente regional Valtenir Pereira exerceu o direito ao jus esperneandi: acusou Siqueira de trair o partido, desrespeitar a decisão dos filiados e de agir como um ditador “que trata uma instituição partidária como se fosse sua propriedade privada da qual não é dono e nunca será”.

Esta é segunda vez que Siqueira desativa a direção do partido no Estado em menos de um ano. No fim de abril de 2017, ele destituiu a comissão provisória presidida pelo deputado federal Fábio Garcia (hoje no DEM), que se rebelou contra a orientação partidária e votou a favor da reforma trabalhista. Semanas depois, nomeou Valtenir como presidente, que montou diretórios nos municípios e se elegeu como dirigente em setembro.

Desta vez, a decisão de Siqueira foi motivada pela manobra articulada Valtenir e o PMDB, sigla para a qual decidiu retornar depois de passar oito meses no PSB. Diante da perda do único deputado federal que restou, Siqueira decidiu entregar o comando do PSB ao deputado estadual Max Russi, que deve levar o partido para o arco de alianças do governador Pedro Taques.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorFortalecer o turismo é objetivo de novos secretários da Sedec
Próximo artigoParcelamento sem juros no cartão de crédito não vai acabar, diz Goldfajn