Só um deputado de MT aparece na primeira sessão da Câmara Federal

Entre os demais, o consenso foi: há coisas mais importantes a serem feitas

(Foto:Ednilson Aguiar/ O Livre)

A sessão de abertura do ano legislativo na Câmara Federal, na segunda-feira (3), contou com a presença de um único parlamentar da bancada mato-grossense. Só José Medeiros (Podemos) esteve na sessão.

O deputado, inclusive, aproveitou para protocolizar um projeto de lei (PL 16/2020) que impede a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) de retirar os incentivos que já existem para a produção de energia solar.

Dentre os oito deputados federais que os mato-grossenses elegeram e que com os quais a reportagem conseguiu contato, a justificativa foi simples: não foram na sessão de abertura do ano legislativo, porque tinha assuntos “mais relevantes” para tratar.

O deputado Emanuelzinho Pinheiro (PTB) disse que até estava em Brasília, mas preferiu ficar no gabinete, atendendo prefeitos.

“Não houve matéria deliberativa na sessão. Vários deputados estavam em seus gabinetes com prefeitos, pois, amanhã (5) fecham as emendas”, justificou.

O deputado doutor Leonardo (SD) também justificou, por meio de assessoria de imprensa, que por não se tratar de sessão deliberativa, não seria uma falta – o que, por sua vez, não implica em desconto no salário.

O mesmo acontece com as sessões de debates realizadas às sexta-feira. Geralmente, elas ficam vazias porque os parlamentares retornam aos seus Estados.

O deputado Neri Geller também respondeu via assessoria. Disse que estava junto com o senador Wellington Fagundes (PL), na entrega de R$ 1 milhão em máquinas e implementos agrícolas para a agricultura familiar, em Barra do Garças.

O recurso, diga-se de passagem, foi viabilizado pelo Parlamento junto ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa).

Rosa Neide (PT) informou que teve problema com o voo e que só conseguiu chegar em Brasília depois das 19h.

“Pela manhã, eu tive uma agenda que estava marcada há muito tempo. Agora, só temos dois voos para Brasília, um às 5h da manhã e outro às 18h”, explicou.

Já Juarez Costa (MDB) justificou que estava em outros compromissos.

“Sessão de abertura não representa trabalho. Estou com vários compromissos em Ministérios e trabalhando muito!”, garantiu.

O deputado Nelson Barbudo (PSL) também respondeu por meio de assessoria de imprensa, e informou que estava cumprindo agenda em Cuiabá. “Como o parlamentar não possui escritório político em Mato Grosso, acaba tendo que se desdobrar entre Mato Grosso e Brasília para atender a população. Mas o fato de não ter participado da sessão não significa que ele ficou descansando, pelo contrário, estava trabalhando”.

O LIVRE tentou contato com o deputado Carlos Bezerra (MDB), mas não obteve resposta até o momento. O espaço segue aberto para manifestação.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorCâmeras vão classificar carcaça em tempo real em unidade da Friboi
Próximo artigoDiretor brasileiro estará no juri do Festival de Berlim

O LIVRE ADS