Só “na pressão” não dá

Senador Wellington Fagundes disse que prisão em 2ª instância precisa ter "solidez"

(Foto: Ednilson Aguiar/ O Livre)

Senador por Mato Grosso, Wellington Fagundes (PL) defendeu que a votação do projeto de lei 166/2018, que prevê a prisão de condenados pela Justiça já após o julgamento em 2ª instância, tenha “solidez” para que se reflita em “segurança jurídica”.

Na primeira reunião de líderes do Senado para tratar do assunto, realizada na quinta-feira (21), ele avaliou que leis formuladas “apenas na pressão” acabam sendo prejudiciais ao conjunto da sociedade.

Para o senador, é importante que a lei traduza o “anseio popular absoluto”, por isso, seria interessante um projeto convergente entre a Câmara dos Deputados e o Senado.

Na terça-feira (26), a Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado deverá realizar sessão para discutir o projeto.

A votação do projeto na CCJ está prevista para acontecer na quarta-feira (27).

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorAl Pacino caça nazistas em trailer de Hunters, nova série da Amazon
Próximo artigoEnergia pra hora do jogo