Só 3,8% dos trabalhadores continuam em home office em MT

Grupo chegou ao volume mais reduzido em novembro, após pico de 5,3% em agosto, mês de alta da covid-19

(Foto: Reprodução/Pixabay)

O número de pessoas em trabalho remoto em Mato Grosso recuou. Apenas 3,8% da população seguia a modalidade em novembro. É o menor grupo no Estado desde o início de 2020, quando o modelo foi impulsionado pela pandemia. 

Os dados são de um levantamento do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), divulgados nesta terça-feira (2).

Desde maio, primeiro mês da pesquisa, o grupo de pessoas que trabalham de casa em Mato Grosso variou, com registro superior a 5% da população uma única vez.  

O Ipea estima que 18,5% dos trabalhadores em Mato Grosso têm potencial para o modelo remoto.

Em outubro, os trabalhos remotos representavam 4,3%, caminhando para baixo depois do registro de 5,3% em agosto. Nesta época, coincidentemente, também houve pico de contágios diários pela covid-19. 

O grupo de trabalhadores em regime remoto em Mato Grosso em novembro só era maior que o do Pará (3,1%) e Amazonas (3,5%).

No Brasil, os números também se mantiveram em queda e atingiram 7,3 milhões de pessoas em novembro, o que representa uma redução de, aproximadamente, 260 mil pessoas em relação ao mês anterior.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorGoverno regulamenta plantio experimental de soja em MT
Próximo artigoJustiça desbloqueia R$ 37 milhões para Riva pagar multas