Sistema Famato promove seminário na Índia e assina memorando de cooperação

Fonte: Ascom Famato

Apresentar as informações do agronegócio de Mato Grosso e conhecer as oportunidades de negócios na Índia pautaram as primeiras reuniões dos participantes da Missão Técnica AgriHub ao país nesta segunda-feira (27/08). O Sistema Famato promoveu um seminário para representantes de 25 empresas e instituições do agronegócio indiano. Além disso, assinou um memorando de cooperação para estreitar as relações comerciais e tecnológicas entre os produtores dos dois países.

Os empresários tiraram dúvidas sobre o Agro mato-grossense e falaram sobre a produção no país. Apesar de a agricultura não ser a principal atividade do PIB indiano (18%), cerca de metade da sua força de trabalho está neste segmento. As atividades associativistas estão adquirindo uma importância cada vez maior neste setor. As principais culturas produzidas são: arroz, trigo, pulses, cana-de-açúcar e algodão. A fruticultura e a horticultura estão assumindo um maior destaque nos últimos anos.

“O seminário foi importante para mostrarmos o potencial da produção de Mato Grosso e conhecer os desafios e oportunidades do mercado indiano”, afirmou o segundo vice-presidente da Federação da Agricultura e Pecuária de Mato Grosso (Famato), Marcos da Rosa.

Participaram do encontro cerca de 50 pessoas. O superintendente Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (Imea), Daniel Latorraca, falou sobre o que é o projeto AgriHub, os trabalhos desenvolvidos, desafios, planos e oportunidades. O superintendente do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar-MT), Otávio Celidonio, abordou sobre a produção agrícola do estado e o trabalho feito pelo Sistema Famato.

O consultor e produtor rural Ricardo Arioli apresentou informações do Instituto Soja Livre, que congrega diversos agentes interessados na produção de soja não transgênica, e do Conselho Brasileiro de Feijões e Pulses (CBFP), que reúne representantes das principais entidades relacionadas com as culturas para discutir políticas para o setor.

Representantes da empresa de irrigação Jain Irrigation Systems Limited e da multinacional de defensivos UPL também fizeram apresentações. O embaixador do Brasil em Nova Delhi, Tovar da Silva Nunes, abriu o seminário.

Parcerias 

Antes do seminário, o grupo foi recebido por representantes do Conselho Indiano para Alimentação e Agricultura (ICFA) – criado em 2015 e com a participação de 45 organizações de agricultores associadas. Trata de questões políticas relacionadas a agricultores, alimentos e agroindústrias.

Segundo o diretor executivo, CP Shoran, os produtores rurais conquistaram recentemente com o governo indiano a política de preços mínimos, principalmente para o arroz e o trigo. Ao todo 26 produtos estão na política agrícola do país. O governo compra cerca de 25% a 30% da safra para garantir a segurança alimentar. O restante é comercializado a preço de mercado.

Entre os principais desafios da agricultura indiana, conforme o ICFA, está aumentar a produção de frutas no país. “Já produzimos muito açúcar, trigo e arroz. Queremos crescer na produção de frutas e milheto. Atualmente, 60% da maçã que consumimos, por exemplo, é importada”, informou Shoran.

Ao final da reunião, a Famato, representada pelo segundo vice-presidente, Marcos da Rosa, assinou um memorando de cooperação para aumentar o comércio entre os dois países e o intercâmbio tecnológico.

Em uma reunião na Embaixada do Brasil, o grupo também conheceu os serviços de telecomunicações e acesso à internet rural feitos pelas empresas VNL e AirJaldi.

Participam da missão lideranças da Famato, Senar-MT, CBFP, Instituto Soja Livre, Associação dos Produtores de Soja e Milho de Mato Grosso (Aprosoja-MT) e de Minas Gerais (Aprosoja-MG) e Associação dos Produtores de Semente de Mato Grosso (Aprosmat).

O projeto AgriHub é uma iniciativa da Famato, Senar-MT e Imea criado em 2016 para identificar os problemas dos produtores rurais e conectá-los a startups, mentores, empresas de tecnologia, pesquisadores e investidores para desenvolver soluções e promover o melhor ajuste de tecnologias para o campo.

Acompanhe as informações da Missão Técnica AgriHub Índia no site www.agrihub.org.br ou pelo facebook www.facebook.com/AgriHubBr.

 

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorPolicial de folga atira, mata assaltante e impede roubo de motocicleta
Próximo artigoEstabilidade financeira: concursos públicos pagam salários de até R$ 23 mil