Sindimed denuncia infestação de ratos no antigo pronto-socorro de Cuiabá

Um dos animais foi encontrado na UTI pediátrica e capturado com a ajuda da mãe de um paciente

(Foto: Reprodução/Energisa)

Ainda na semana passada, o prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro (MDB), anunciou a liberação de leitos exclusivos no antigo Pronto-Socorro da Capital para atender pacientes com casos confirmados de infecção pelo coronavírus.

O problema é que a unidade, segundo denúncia do Sindicato dos Médicos de Mato Grosso (Sindimed), está infestado de ratos.

Um dos animais foi encontrado dentro da Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) pediátrica e capturado com a ajuda da mãe de um bebê internado.

Outro roedor morreu no forro da sala de descanso dos médicos. O animal foi retirado, mas o mal cheiro impede a entrada no ambiente, segundo os profissionais.

(Foto: Sindimed/Divulgação)

A presença de pombos no local também é uma ameaça constante, conforme os relatos denunciados pelo Sindimed.

“É muito fácil falar que é uma unidade de referência, sendo que a estrutura física não foi adequada”, disparou o representante do Sindimed, Adeildo Lucena.

LEIA TAMBÉM

O Conselho Regional de Medicina de Mato Grosso (CRM-MT) informou que não foi notificado oficialmente sobre o caso.

Ainda assim, segundo a presidente do órgão, Hildenete Monteiro Fortes, a situação será encaminhada ao Ministério Público Estadual (MPE).

Em nota, a Prefeitura de Cuiabá afirmou que a desratização da unidade já foi providenciada e executada.

(Com Assessoria)

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorFracasso de X-Men: Fênix Negra alivia a pressão de Os Novos Mutantes, diz diretor
Próximo artigoBob Esponja é destaque na campanha da Nickelodeon contra o coronavírus