Sindifrigo-MT se posiciona a favor do sistema de autocontrole sugerido pelo MAPA

O sindicato avaliou o novo modelo como um importante passo para modernização da indústria frigorífica

Foto: Assessoria

O Sindicato das Indústrias de Frigoríficos de Mato Grosso (Sindifrigo-MT), por meio do presidente da entidade Paulo Bellincanta, elogiou o trabalho realizado pelo Ministério da Agricultura, Agricultura, Pecuária e Abastecimento,  sob o comando da ministra Tereza Cristina.

Um dos motivos, é que há pouco mais de três meses do novo governo, o ministério prepara um importante passo para modernização da indústria frigorífica, que é a implantação de um sistema de autocontrole que exige maior responsabilidade da indústria, ou seja, pela medida, caberia a cada empresa a responsabilidade pelo controle da qualidade dos seus alimentos.

“A aposta da ministra é um desafio na modernização de um sistema de inspeção. É acreditar  no novo, no moderno, porque não dizer no ser humano?  Uma sociedade não evolui se não acreditar que pode ser melhor”, ressalta Bellincanta.

O presidente acrescenta que é necessário “um Estado mais “leve” e portanto mais ágil, que possa cobrir um imenso vazio hoje existente de abates com precárias condições de sanidade ou mesmo sem nenhuma, nos abates clandestinos extremamente perniciosos à saúde humana”.

De acordo com a ministra, neste sistema de inspeção mais moderno, cada um terá a sua responsabilidade e assumirá as suas decisões e seus atos. “Para isso, a defesa agropecuária vai cobrar a responsabilidade da qualidade e da segurança alimentar exigidas pela sociedade”, assegurou Tereza Cristina.

Desta forma, o Mapa não mais disponibilizará médico veterinário em tempo integral nos estabelecimentos. Porém,  a ministra Tereza Cristina para implantar definitivamente a medida, deve dialogar com as entidades representativas a elaborar o texto e fazer uma discussão com a cadeia produtiva.

Bellincanta analisa que “o MAPA tem o mais alto nível de fiscais federais exemplares e eficientes dignos de elogios, muitas vezes já reconhecidos por missões internacionais. Temos ainda uma indústria com excelente estrutura física e com departamentos de controle de qualidade aptos a responderem aos mercados mais exigentes do mundo. É dentro deste cenário positivo, com otimismo, que vemos hoje o Ministério da Agricultura fazendo sua aposta na modernização. A ministra Tereza Cristina responde com uma ação audaciosa e positiva à injusta dúvida a que o setor e o próprio ministério foram submetidos”.

O Sindifrigo-MT se posicionou favorável ao diálogo para os ajustes necessários a uma boa convivência entre indústria e o MAPA.

“Afinal são os dois juntos, indústria e ministério que podem elevar o conceito de nosso país, valorizando a pecuária como um todo, garantido a sanidade, mais empregos e riqueza para nossa gente”, diz Bellincanta.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorLeilão na Parecis SuperAgro arrecada R$ 300 mil para HCan e hospital municipal
Próximo artigoProdutores comentam sobre maior batalha de Game of Thrones que ocorrerá na última temporada