Shopping de Cuiabá consegue na Justiça suspensão de fatura de energia

Três Américas deve pagar apenas o consumo real de energia nos meses de abril, maio e junho

(Foto: Reprodução)

O Shopping Três Américas, de Cuiabá, conseguiu na Justiça a suspensão do pagamento da parcela mensal do contrato de energia. A decisão é do Estado do Paraná, tendo em vista o contrato com a Copel–Companhia Paranaense de Energia.

Em caráter liminar, a decisão foi concedida pelo juiz da 2ª Vara da Fazenda Pública de Curitiba, Marcelo de Resende Castanho.

A decisão determina que a empresa de energia “fature apenas o consumo real de energia, desconsiderando o quantitativo mínimo estipulado em contrato”.

Com a decisão, o estabelecimento deve pagar apenas pelo consumo dos meses de abril, maio e junho.

Isso porque o contrato com a empresa paranaense previa a compra de energia no mercado livre no valor mensal fixo de R$ 49.722,08, mas o consumo de energia caiu drasticamente desde que o shopping fechou no final de março devido a pandemia do novo coronavírus.

Os shoppings de Cuiabá estão fechados desde o dia 25 de março, quando tanto o os gestores estaduais e municipais impuseram medidas restritivas ao comércio.

De acordo com a defesa do Três Américas, o fato acarretou “drástica redução no faturamento, e consequentemente adoção de medidas internas de ajuste para manutenção de sua posição financeira”.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorMotoristas de vans escolares pedem auxílio emergencial em Várzea Grande
Próximo artigoIdoso morre vítima de covid-19 duas semanas após a esposa

O LIVRE ADS