Seu filho quer andar de skate? Ortopedista dá dicas de como fazer com segurança

É necessário sair da zona de conforto para evoluir, mas há formas de evitar acidentes e lesões graves

(Foto: Ednilson Aguiar/O Livre )

Com o sucesso dos skates nas olimpíadas de 2021, sediadas no Japão, onde os atletas brasileiros conquistaram 12 medalhas distribuídas nas modalidades park e street masculina e feminina, aconteceu uma maior procura pela prática do esporte, com isso, aumentou também o número de lesões ortopédicas nos iniciantes.

O presidente da Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia, regional Mato Grosso (SBOT-MT), médico ortopedista Vitor Spalatti explica que, por ser uma atividade radical a prática exige alguns cuidados.

“Em primeiro lugar, é preciso buscar um instrutor profissional e garantir um treinamento adequado, para só então se inserir nesse esporte que vem inspirando uma gama de jovens interessados em aprender sobre a nova modalidade olímpica”, ressalta ele.

Como tudo na vida, é necessário sair da zona de conforto para evoluir, mas que seja de forma gradual e nunca se arriscar demais ou tentar algo fora do alcance de suas habilidades, pois isso pode levar a lesões graves. Mais da metade dos ferimentos envolvem abrasões, contusões e fraturas, acometendo o cotovelo, o punho e o antebraço.

As mais comuns são entorses, que podem ser acompanhados de lesões nos ligamentos, principalmente dos joelhos e tornozelos. Já as fraturas acontecem com maior frequência nos punhos e cotovelos.

LEIA TAMBÉM

Para se prevenir de possíveis acidentes, é recomendado o uso dos equipamentos de proteção como capacetes, cotoveleiras, joelheiras, luvas e tênis apropriados, que são extremamente úteis e evitam a maioria das lesões mais sérias, além de dar conforto, estabilidade e um estilo a mais.

“Utilize skates que sejam regulamentados e não deixe de revisar e ajustar as peças com frequência para manter o equipamento seguro. É importante salientar que como qualquer outro esporte, antes de começar, é bom fazer um aquecimento antes e procurar sempre locais adequados para a atividade”, destaca o ortopedista Dr. Vitor Spalatti.

Em caso de dores, quedas ou lesões, a Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia orienta a busca por um médico ortopedista titular SBOT.

(Com Assessoria)

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorHomem morre afogado na Cachoeira da Prata, em Juscimeira
Próximo artigoReforma do Imposto de Renda pode custar quase R$ 30 bi no próximo ano