SES-MT repassa R$ 24 milhões a municípios

O valor total é relativo a dez programas vigentes no Estado e à manutenção dos leitos para a covid-19

(Foto: Ednilson Aguiar/ O Livre)

O Governo de Mato Grosso, por meio da Secretaria Estadual de Saúde (SES-MT), efetivou o repasse de aproximadamente R$ 24,1 milhões aos Fundos Municipais de Saúde. O valor total é relativo a dez programas vigentes no Estado e à manutenção dos leitos exclusivos para a covid-19 em Mato Grosso.

Com as transferências, a gestão estadual segue em dia com os repasses do atual exercício. “O Governo do Estado mantém a rigorosidade nos repasses junto aos municípios e faz um grande esforço para assegurar o pagamento de recursos”, declarou o secretário estadual de Saúde, Gilberto Figueiredo.

Somente no que diz respeito à manutenção dos leitos exclusivos para o tratamento da Covid-19 em Mato Grosso, a gestão estadual repassou o valor total de R$ 3,2 milhões para sete municípios.

As cidades de Juína (R$ 33,6 mil), Primavera do Leste (R$ 112 mil), Água Boa (R$ 400 mil), Alta Floresta (R$ 600 mil), Pontes e Lacerda (R$ 1,3 milhão), Campo Verde (R$ 260 mil) e Rondonópolis (R$ 554 mil) foram contempladas. O município de Rondonópolis ainda recebeu R$ 643,9 mil para o custeio das UTIs regulares adulto, pediátrica e neonatal.

A gestão estadual também repassou, via Fundos Municipais de Saúde, R$ 9,8 milhões exclusivos para a manutenção dos serviços de Média e Alta Complexidades (MAC) e destinou R$ 1,7 milhões ao Programa UPA 24 Horas; ambos os recursos são relativos à competência de setembro de 2020.

No que se refere à competência de setembro, foi repassado o montante de R$ 5 milhões por meio do Programa de Atenção Primária à Saúde e R$ 1,1 milhão relativo ao Fundo Estadual de Equilíbrio Fiscal (FEEF). Também foram transferidos R$ 332,3 mil para os Serviços de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), R$ 772,1 mil via Programa de Apoio e Implementação dos Consórcios Intermunicipais de Saúde (Paici), R$ 375 mil via Programa de Regionalização e R$ 60 mil para o Programa de Hanseníase.

A gestão estadual ainda repassou R$ 819 mil para o custeio dos Programas de Incentivo à Assistência Farmacêutica na Atenção Básica e Diabete Mellitus e destinou R$ 41,1 mil para a manutenção da Política Nacional à Saúde do Sistema Prisional (PNAISP).

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorSeduc prepara retorno das aulas nas escolas estaduais para fevereiro de 2021
Próximo artigoVídeo | Bolsonaro comemora restabelecimento de energia elétrica no Amapá