Servidores estaduais que receberam auxílio-covid vão ter que se explicar

Servidores públicos estaduais que solicitaram e receberam o auxílio emergencial responderão a processos administrativos

(Foto: Marcello Casal/Agência Brasil)

Os servidores públicos do Estado de Mato Grosso que solicitaram e receberam auxílio emergencial de forma indevida vão ter que se explicar ao governo. Segundo a Controlodoria-Geral do Estado (CGE), procedimentos administrativos devem ser abertos para apurar o motivo pelo qual os servidores foram beneficiados.

Além da explicação, eles devem ressarcir os valores recebidos.

Em Mato Grosso, um cruzamento de dados feito pela Controladoria Geral da União (CGU) identificou o pagamento irregular a 730 funcionários públicos estaduais.

A investigação é motivada irregularidade na concessão do benefício. Isso porque, por terem vínculo empregatício e renda fixa, não teriam direito ao benefício, independentemente da faixa de vencimentos.

“Se ficar demonstrado que o servidor agiu de má-fé, apresentou alguma informação inverídica no cadastro para ser contemplado com o auxílio emergencial, certamente ele receberá alguma penalidade”, adverte o secretário adjunto de Controle Preventivo e Auditoria da CGE-MT, José Alves Pereira Filho.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

2 COMENTÁRIOS

  1. Tirando a questao mal carstismo em querer se apropriar de algo que nao farua jus, falho foi tambem foi o sistema governamental que permitiu a aprovaçao do recebimento. Enquanto quem precisa fica aguardando a tal da analise…

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorMT tem saldo negativo em empregos no mês de maio; previsão para julho é pior
Próximo artigoLivre de censura: rede social Parler ganha usuários e vira febre

O LIVRE ADS