Servidores em greve tentam invadir plenário da Assembleia

Intenção dos servidores era impedir a votação de um projeto do governo

(Foto: Thiago Andrade / O Livre)

Profissionais da rede estadual de ensino tentaram invadir o plenário das deliberações da Assembleia Legislativa na manhã desta quinta-feira (18).

Em greve há mais de 50 dias, os profissionais pretendiam impedir a votação do Projeto de Lei Complementar 53/2019, que versa sobre os incentivos fiscais e aumento de impostos em Mato Grosso.

Uma ala de deputados já havia proposto, no início da semana, que a aprovação do projeto fosse condicionada a uma reunião entre o governador Mauro Mendes (DEM) e os servidores grevistas, a fim de encontrar uma solução que resultasse no retorno das aulas.

A Polícia Militar foi convocada para reforçar a segurança no Parlamento. A porta que dá acesso ao plenário das deliberações foi trancada. Enquanto isso, os deputados estaduais mantiveram a sessão normalmente.

A confusão durou cerca de 10 minutos. Os servidores acabaram contidos e direcionados para as galerias, localizadas um piso acima do plenário, onde o público pode assistir às sessões.

(Atualizada às 11h19)

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

1 COMENTÁRIO

  1. Esses funcionários públicos da educação deveriam ser todos demetidos por incompetencia, tendo em vista a baixa qualidade do ensino em geral. O ensino de qualidade começa com a qualidade profissional do instrutor, e a capacitação não é obrigação do estado, pois todos nós quando queremos uma função, nos preparamos para assumir e continuamos a aprender gastando do nosso próprio bolso, porém os professores não fazem um ensino bom e ainda da prejuizo ao estado por baixa capacidade de instrução em sua maioria. Em todo o periodo de estudo meu, até completar o segundo grau completo, se tive uns 8 professores bons, é muito, muito apenas 2, excelente, é igual a zero. Atualmente, mesmo com um espaço fisico muito superior a minha época de estudo, a qualidade somente cai, e ainda querem RGA? Quem vai pagar esse RGA??? Que eu saiba não é o governador, nem a ALMT, quem vai pagar isso será a sociedade matogrossense.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorLadrões invadem fazenda, matam cachorro e levam gerente como refém
Próximo artigoHomem que arrancou o coração da tia tenta enforcar colega de presídio

O LIVRE ADS