Sentenças plagiadas

CNJ investiga juízes após tese levada ao TSE pelo escritório Marrafon, Robl e Grandinetti

(Foto: Lucas Castor/Agência CNJ)

O Conselho Nacional de Justiça está apurando conduta de juízes que publicaram liminares idênticas. Conforme publicado na coluna do jornalista Ancelmo Goes, no site de O Globo, serão investigados em PAD, processo administrativo disciplinar, magistrados de quatro diferentes estados: Alagoas, Amazonas, Bahia e Goiás.

Segundo Goes, a situação tornou-se perceptível quando o ministro Barroso proferiu a sentença de devolução do mandato do prefeito de Petrópolis, Rubens Bomtempo, baseado na tese de plágio levada ao TSE pelo escritório Marrafon, Robl e Grandinetti.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorCompras de Natal: 55,3% dos consumidores cuiabanos vão presentear roupas e calçados
Próximo artigoJohn Wick 4 é adiado em um ano