Senador prioriza reeleição e rejeita aliança com Neri Geller

Welington Fagundes diz que prioriza atividade parlamentar em decorrência da pandemia da Covid-19 e deixa debate político para 2022

(Foto: Ednilson Aguiar/ O Livre)

O senador Welington Fagundes (PL) declarou que prioriza a candidatura à reeleição em 2022 e descarta, neste momento, firmar uma pré-aliança com o deputado federal Neri Geller (PP) para apoiá-lo ao Senado e ser novamente candidato a deputado federal, mandato que já exerceu por oito vezes.

“Volto a dizer que o momento não é de discutir eleição. Estou envolvido diretamente na busca de alternativas para vacinação da população e a prioridade é trabalhar para o Brasil superar esse momento para retomar a normalidade econômica e social”, disse.

O senador ainda diz que debaterá alianças políticas somente no primeiro semestre de 2022, quando estará mais claro aqueles que poderão ser potenciais candidatos a cargos majoritários e proporcionais.

“Esse assunto vamos debater no ano que vem, no tempo certo. Ressalto que a disputa a reeleição ao Senado é um processo natural, tendo como base o trabalho que estamos desempenhando, de forma coletiva, em defesa da população”.

Fgaundes ainda enfatiza que o apoio de Neri Geller a sua reeleição ao Senado é uma boa opção. “É um ótimo nome que agregaria muito ao projeto”, disse.

Produção de vacinas

Recentemente, o Congresso Nacional aprovou o projeto de lei 1.343/2021 de autoria do senador Welington Fagundes que autoriza o uso de fábricas de imunizantes de uso veterinário na produção de vacinas contra a covid-19.

Nos bastidores, Neri Geller, que é deputado federal e ex-ministro da Agricultura no governo de Dilma Rousseff, trabalha para ser candidato ao Senado com o apoio incondicional do ex-governador Blairo Maggi e do megaempresário Eraí Maggi.

Há ainda a possibilidade de trocar o PP pelo MDB, para obter apoio da maior parte da classe política.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorHomem fere órgão genital ao tentar cortar munição para fazer amuleto
Próximo artigoCovid: diário da vacina #34