Senado fará audiência pública para debater a influência de jogos violentos em jovens

Debate polêmico foi reacendido após atentado em Suzano

(Foto: Reprodução/O Livre)

Em decorrência do massacre ocorrido na escola de Suzano há poucos dias, o Senado Federal fará uma audiência pública para debater a influência de games em jovens.

No caso, os assassinos que ceifaram a vida de oito pessoas no atentado, usavam máscaras inspiradas nas vestes de alguns jogos populares.

O pedido foi protocolado pelo senador Eduardo Girão (Podemos-CE), e aprovado pela Comissão de Direitos Humanos e Legislação Participativa. O evento não tem data para acontecer, por enquanto. A informação é da Rádio Senado.

No dia, o vice-presidente Hamilton Mourão comentou sobre a tragédia e assinalou os jogos eletrônicos como influência do ato sórdido.

“Muito triste, né? A gente tem que chegar à conclusão por que isso está acontecendo. Essas coisas não aconteciam no Brasil, né? Ocorriam em outros países. A nossa garotada é viciada em videogames violentos. É só isso que fazem. Eu tenho netos e vejo meus netos muitas vezes mergulhados nisso aí. A gente nunca gosta de falar “no meu tempo”, mas quando eu era criança, era adolescente, a gente jogava bola, soltava pipa, jogava bola de gude. Então é isso que a gente tem que estar preocupado. Lamento profundamente o que ocorreu.”

Todavia, na contramão do senso comum que é replicado por anos, no começo de março, a Universidade de Oxford, no Reino Unido, publicou um estudo que não demonstrou relação entre games violentos e comportamento agressivo em crianças e adolescentes. O relatório completo da pesquisa está disponível apenas em inglês no Royal Society Open Science.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorToffoli defende retirada de questões tributárias da Constituição
Próximo artigoBrasil envia insumos e medicamentos a Moçambique