Seminário em Cuiabá discute Agro e Judiciário

A palestra de abertura foi feita pela especialista na análise do mundo digital, Martha Gabriel

O Agronegócio e os reflexos no sistema judicial está sendo discutido em um seminário que conta com a presença de magistrados do Poder Judiciário de Mato Grosso, ministros do Superior Tribunal de Justiça, produtores e técnicos. O evento começou ontem (24) e vai até hoje em Cuiabá.
A palestra de abertura foi feita pela especialista na análise do mundo digital, Martha Gabriel.
Com o tema A Multidisciplinaridade do Agronegócio e os Reflexos no Sistema Judicial, o seminário está debatendo diversos temas como cenários e tendências do agronegócio, segurança jurídica, contratos, contratos internacional e seus reflexos no Judiciário.
A juíza da Vara de Falência e Recuperação Judicial de Cuiabá, Anglizey Solivan de Oliveira, será presidente da mesa que debaterá a Perspectiva para o agronegócio brasileiro – cenário e tendências, que será realizada no dia 25 pela manhãs.
O juiz da Vara Especializada do Meio Ambiente de Cuiabá, Rodrigo Roberto Curvo, será o debatedor da palestra Atribuição, ocupação e uso das terras no Brasil – uma análise do CAR do Mato Grosso, a apresentação também será realizada no dia 25 pela manhã.
A desembargadora do TJMT, Helena Bezerra Ramos, mestre em Direito Civil e professora vai ser debatedora da palestra que abordará a Segurança Jurídica para o desenvolvido, no dia 25 pela manhã.
A vice-presidente do TJMT, desembargadora Marilsen Andrade Addario, será a presidente da mesa, que vai abordar Contratos de agronegócio no âmbito da legislação brasileira. A Discussão será feita pelo ministro do STJ, Paulo de Tarso Vieira Sanseverino, no dia 25.
O evento conta com o apoio do Tribunal de Justiça de Mato Grosso (TJMT), e será realizado no Cenarium Rural em Cuiabá. A abertura será no dia 24 de maio, as 19 horas, com a palestra A revolução tecnológica e os seus impactos na economia, com Martha Gabriel, executiva e consultora nas áreas de negócios, inovação e educação.
Com Assessoria 

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorPara Taques, greve dos caminhoneiros é problema de Temer
Próximo artigoTCE aponta superfaturamento e responsabiliza secretário da Sinfra em licitação de pontes