Sem sintonia política

Mauro Mendes diz que não pode apoiar Nilson Leitão (PSDB) porque ele não faz parte de seu grupo político formado em 2018

(Foto: Suellen Pessetto/ O Livre)

O governador Mauro Mendes (DEM) disse que não vai apoiar a candidatura de Nilson Leitão (PSDB) ao Senado por falta de “condições políticas”. Ele disse que seu compromisso está com partidos e políticos que o apoiaram quando disputou o governo, em 2018. Leitão não faz parte desse grupo. 

“A quem me apoiou na campanha de 2018, tenho que dar reciprocidade agora. Ao Nilson, tenho amizade pessoal, mas ele não foi meu parceiro político em 2018”, disse. 

Também nesta semana, ao ser questionado sobre a concorrência ao Senado, Mendes já havia ressaltado as regras do jogo político entre partidos para a formação de uma rede apoiadores entre si. 

Segundo ele, o DEM já tem um nome no governo, o dele; um presidente da Assembleia Legislativa, Eduardo Botelho; e chances de colocar outro representante no comando da Capital, Fábio Garcia. 

A suplência ao Senado, a qual os irmãos Jayme e Júlio Campos tentam garantir, seria para negociar com outros partidos que se aglomeram em torno dos fortes democratas. 

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorUm “emaranhado”: Mendes nega prazo para decidir sobre VLT
Próximo artigoBairro erguido às margens do Rio Paraguai leva governo federal e de MT para a Justiça