Sem resolução até o momento, greve na educação continua repercutindo

Também figuram entre os destaques, declarações de Jair Bolsonaro e Sérgio Moro sobre notícias divulgadas pelo Intercept

Junto às frases da semana, figuram também os assuntos mais comentados pelos leitores do LIVRE. Confira o conteúdo na íntegra, clicando nos links.

Operação Mantus

Prisão de Arcanjo é “passaporte eleitoral” para delegado, diz defesa do bicheiro

O ex-comendador João Arcanjo Ribeiro estaria sendo usado, pela quarta vez, como “passaporte eleitoral” – dessa vez pelo delegado Flávio Henrique Stringueta, da Gerência de Combate ao Crime Organizado (GCCO). É o que alega seu advogado, Zaid Arbid, em novo pedido de liberdade feito à Justiça.

Greve na educação

Mendes estuda fazer proposta, mas quer “compreensão” de professores, diz Botelho

O presidente da Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT), deputado Eduardo Botelho (DEM), revelou que o governo estuda a possibilidade de apresentar uma proposta paliativa para o Sindicato dos trabalhadores no Ensino Público (Sintep), à fim de por fim à greve na educação, iniciada no dia 27 de maio. Apesar disso, segundo o deputado, o Estado ainda espera a “compreensão” dos professores.

Apoio à greve

Ex-sindicalista, deputado defende greve

Ex-sindicalista, o deputado João Batista (Pros) concorda com o movimento grevista dos profissionais da educação do Estado. A greve já dura 24 dias, uma vez que o Governo do Estado alega não ter recursos para pagar aumentos (apenas hoje o governo está terminando de pagar os salários referentes a maio).

Na defesa de ministro

Bolsonaro defende ministro durante Marcha para Jesus 

O presidente da República, Jair Bolsonaro, disse na tarde de hoje (20), após participar da 27ª edição da Marcha Para Jesus, na capital paulista, que abriria mão da reeleição se o Brasil passar por uma séria reforma política. Em momento com a imprensa, comentou também, sobre supostos vazamentos de conversa do ministro Sérgio Moro.

Lava Jato

No senado, Moro comenta supostas denúncias do Intercept

Durou pouco mais de oito horas a reunião da Comissão de Constituição e Justiça do Senado com a participação do Ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, para falar sobre notícias publicadas pelo site The Intercept, que revelaram supostas trocas de mensagens atribuídas a Moro e a membros da força-tarefa da Lava Jato, na época em que o ministro atuava como juiz da operação Lava Jato, em Curitiba.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorApós cinco anos ao lado de esposo, mulher descobre que ele nunca existiu
Próximo artigoBrasil disputa, hoje, com Peru 1º lugar do grupo A pela Copa América

O LIVRE ADS