Sem juros na energia

Projeto de lei do deputado Eduardo Botelho isenta correções de valor para quem consome até 100 kWh ao mês

(Foto: Assessoria)

Um projeto de lei em trâmite na Assembleia Legislativa de Mato Grosso isenta consumidores de baixa renda da cobrança judicial, extrajudicial de multa, correção monetária, juros e emolumentos referentes a débitos da energia elétrica. 

O benefício seria aplicado nas hipóteses de pagamento à vista ou parcelado do débito com a concessionária que presta o serviço.  

O projeto, de autoria do primeiro-secretário da ALMT, deputado Eduardo Botelho, isentaria os titulares da unidade consumidora cuja parcela do consumo seja de até 100 kWh/mês. Também seria preciso estar inscritos no programa Tarifa Social de Energia Elétrica. 

O projeto de Botelho determina que a nova lei, se aprovada, entre em vigor na data da publicação, com vigência até 90 dias após o fim da pandemia da covid-19. 

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorALMT vai instaurar CPI para investigar contrato da Rota do Oeste
Próximo artigoGoverno vai pavimentar rodovia em área de grande produção agrícola