Sem incentivos, cervejaria ameaça encerrar 101 vagas de emprego em VG

Em maio foram demitidos 179 trabalhadores, e agora, empresa vai unificar revendas de VG e Cuiabá

Fábrica do Grupo Petrópolis, em Rondonópolis (MT) -(Foto: Assessoria)

O Grupo Petrópolis anunciou nesta quarta-feira (15) o fechamento da revenda da empresa em Várzea Grande. O local emprega 101 profissionais, cujo destino está indefinido.

Em maio deste ano, o grupo demitiu 179 trabalhadores sob a justificativa de que o desenquadramento do programa aos incentivos fiscais – o Prodeic – em abril, prejudicou economicamente a empresa com falta de competitividade em relação a outros Estados, e em relação às cervejarias que estão pagando carga tributária diferenciado em Mato Grosso.

O grupo enfatiza que depois disso iniciou várias tratativas junto ao Governo do Estado, cumprindo as condições impostas pela secretaria de Estado da Fazenda (Sefaz), mas até agora não teve o incentivo retomado. Mais recentemente, obteve do governador Mauro Mendes protocolo de contra razões no agravo interno em que o Grupo pleiteava o efeito suspensivo da sentença até o julgamento da apelação.

Além da fábrica em Rondonópolis, o Grupo Petrópolis possui outros 14 centros de distribuição próprios em Mato Grosso.

Desde a inauguração em 2008, a empresa investiu mais de R$ 600 milhões em Mato Grosso, tendo folha de pagamento superior a R$ 104 milhões anuais. Em 2019, foram quase R$ 125 milhões em impostos (ICMS, ST, IPI, etc), R$ 36 milhões investidos em instalações, ativos e maquinário, R$ 10 milhões gastos com combustível e mais de R$ 72 milhões na contratação de frete terceirizado no Estado.

(Com assessoria)

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorJuiz aumenta para R$ 209 mil fiança de pai de adolescente envolvida em morte acidental
Próximo artigoMenos aprendizagem e mais desistência: qual será o impacto da pandemia no ensino público?

O LIVRE ADS