Sem aprovação de créditos suplementares anúncio do Plano Safra é adiado

Para anúncio, a CMO precisava aprovar a liberação de créditos suplementares, contudo a sessão foi prorrogada

Após o adiamento da votação sobre a liberação de créditos suplementares, o Ministério da Agricultura decidiu adiar o anúncio do Plano Safra, que estava marcado para a próxima quarta-feira (12).

Para o anúncio era necessário que a Comissão Mista de Orçamento (CMO) aprovasse a autorização de operações suplementares de crédito, de R$ 248,9 bilhões, o que não ocorreu. Desse montante, o valor destinado ao financiamento agrícola gira em torno de R$ 10 bilhões.

Esse recurso deve ser aplicado em políticas de financiamento da produção agropecuária, além de ser destinado ao pagamento de benefícios previdenciários e despesas correntes do governo.

Agora, segundo a Agência Reuters, se a CMO aprovar as operações de crédito na próxima sessão (11), o Plano Safra 19/20 poderá ser anunciado já na semana seguinte.

Com a prévio anúncio do Plano Safra, os produtores poderão se programar melhor para a próxima lavoura de grãos que deve iniciar logo após o vazio sanitário, em setembro.

A aprovação desse crédito é necessária para que o governo não descumpra a chamada “regra de ouro”, que proíbe a realização de operações de crédito para pagamento de despesas correntes, como salários e benefícios sociais.

*Com Agência Reuters

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorHospital de Câncer lança campanha para reforma da pediatria
Próximo artigoCuiabá-Prev estima economia de R$ 2,5 mi com projeto Papel Zero

O LIVRE ADS