Selma será a candidata de Bolsonaro ao Senado em MT

Juíza que mandou prendeu José Riva e Silval Barbosa chega com força na disputa

A discussão foi longa e cheia de altos e baixos. Mas a decisão está tomada e será anunciada logo mais, às 15h: a ex-juíza criminal Selma Arruda será candidata ao Senado pelo PSL, o mesmo partido de Jair Bolsonaro.

A decisão já estava quase tomada na última semana. De última hora, porém, Selma aceitou ouvir propostas de outros partidos. O PDT ofereceu uma vaga à ex-magistrada, assim como o PSB. O último soou positivamente pela possibilidade de o ex-ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Joaquim Barbosa sair candidato à presidência. Cenário que seria “ideal” para a juíza.

A decisão, no entanto, pendeu para o lado de Bolsonaro, com quem ela se reuniu na última quarta (5), em Brasília. No fim da reunião, inclusive, ela chamou o deputado federal de “mito”, saudação pela qual ele é conhecido entre a sua militância.

A filiação da juíza vinha sendo alardeada sobretudo pelo deputado federal Victório Galli, também do PSL. Até a manhã desta quinta, no entanto, a decisão ainda estava pendente de algumas análises pessoais e políticas de Selma, agora dirimidas.

Ela será a candidata de Jair Bolsonaro ao Senado. E chega com força na disputa.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

1 COMENTÁRIO

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorFaltam mais de 3 mil leitos de UTI neonatal no país, diz sociedade de pediatria
Próximo artigoCuiabá recebe terceira edição de festival de música eletrônica