Selma: “ele disse que fui ingênua”

Presidente Jair Bolsonaro reagiu com uma “risadinha” ao saber que correligionária respondia processo eleitoral

Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

“Ele disse que fui ingênua e deu uma risadinha”. Assim reagiu o presidente da República, Jair Bolsonaro (PSL), quando soube que sua correligionária, a senadora – agora com o mandato cassado – Selma Arruda, respondia a um processo na Justiça Eleitoral.

A afirmação é da própria Selma, em entrevista concedida ao jornalista Vinícius Lemos, da BBC News Brasil. Na reportagem, publicada nesta quarta-feira (24), a ex-juíza diz ainda parecer “óbvio” pelo comentário do presidente que “ele entendeu que eu não tive vontade de fazer sacanagem”.

Selma, que sustenta não ter cometido irregularidades ao gastar – segundo o que consta no processo que tirou seu mandato – cerca de R$ 855 mil só na pré-campanha e sem declarar à Justiça Eleitoral, ainda se comparou a Bolsonaro. “Eu fiz mesmo foi uma trapalhada, mais parecida com ele que qualquer coisa”.

Condenada à perda do mandato e dos direitos políticos por 8 anos, a senadora também afirmou à BBC que tem evitado sair em público desde a decisão do Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso (TRE-MT). Ela ainda pode e vai, segundo sua defesa, recorrer ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

“Uma decisão dessas é um baque. Já chorei, quase desidratei de tanto chorar”, disse e completou: “É terrível sentir vergonha de uma coisa que não fez. Então, tenho evitado me expor”.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

O LIVRE ADS