Seguranças de mercado em Cuiabá agridem mulheres acusando-as de furto

Uma vítima foi jogada no chão e outra recebeu chute, joelhada e murros na costela

Ilustrativa/Reprodução Internet

Duas mulheres de 20 e 24 anos registraram boletins de ocorrência acusando seguranças de um supermercado atacadista localizado na Avenida Fernando Corrêa da Costa, no Bairro Chácara dos Pinheiros, em Cuiabá, de agredi-las e constrangê-las acusando-as de furto.

Segundo as vítimas, que são cunhadas, elas foram ao mercado juntas para comprar um bolo e cebolas. Antes de pegar os produtos, porém, elas andaram por outros setores do estabelecimento.

Depois de pegar o que precisavam, elas foram até o caixa, pagaram pelo que compraram e saíram. Quando já estavam no estacionamento, uma segurança alta, forte, negra, de cabelos longos e usando óculos segurou a bolsa da jovem de 24 anos e começou a arrastá-la dizendo que a cunhada dela estava fugindo.

A outra jovem, de 20 anos, foi empurrada, o óculos dela caiu no chão e, em seguida, a segurança a jogou no chão.

A segurança segurou as duas clientes por alguns segundos e, em seguida, dois funcionários do mercado apareceram. Sem dar nenhuma satisfação eles começaram a tentar tomar as bolsas das clientes, que sem entender o que estava acontecendo não entregaram.

Um segurança homem, então, chutou e pisou no pé da jovem de 24 anos e outro deu uma joelhada na perna esquerda dela e muitos murros na costa do lado esquerdo. Enquanto isso, o gerente do mercado via tudo e falava ao celular.

Segundo a jovem, o maior interesse dos seguranças parecia ser realmente de agredi-la, não de pegar sua bolsa, pois como eram maiores e estavam em maior número, poderiam ter pegado com facilidade se quisessem.

Quando o gerente terminou a ligação, observou a cena por um tempo e mandou os segurança soltar as duas mulheres dizendo: “Pode soltar que a polícia vai pegar”.

Outros clientes do mercado filmaram a ação e, a todo momento, ficaram dizendo que o que eles estavam fazendo era errado.

As duas jovens procuraram a delegacia e registraram boletins de ocorrência por lesão corporal e constrangimento ilegal.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorAcidente após reunião com governador
Próximo artigoHomem agride ex-companheira e ameaça cortar a cabeça dela e entregar à ex-sogra