Segurança da seleção do Uruguai é acusado de assediar funcionária da Conmebol em Cuiabá

    Uruguaio foi preso e o caso foi registrado como assédio sexual e importunação sexual

    Foto: Ednilson Aguiar/O Livre

    Um segurança da delegação uruguaia de futebol foi preso na madrugada desta segunda-feira (21) acusado de assediar uma segurança contratada pela Conmebol para a Copa América. O caso aconteceu no Hotel Deville Prime, em Cuiabá, onde a seleção do Uruguai está hospedada.

    Segundo relato da vítima, por volta das 22 horas desse domingo (20), ela estava no 2º andar do hotel quando o suspeito passou por ela e a cumprimentou.

    Depois disso, o assédio teria começado quando ele se aproximou e começou a questionar qual o horário que ela saía do serviço e quanto ganhava.

    Em seguida, o segurança da seleção uruguaia pediu um beijo para a vítima e colocou um valor em dólar no banco em que ela estava sentada. Ela disse que não queria o dinheiro e ele colocou mais uma nota no bolso do jaleco dela.

    Um segurança do hotel viu a cena pelas câmeras e viu também o suspeito segurar a vítima pelos braços, então resolveu intervir e foi até o local.

    Quando ele chegou, porém, o suspeito já havia se retirado. Os dois acionaram a Polícia Militar.

    O gerente do hotel acompanhou os policiais até o quarto do suspeito, que negou que tivesse assediado a vítima, afirmando que tinha conversado com ela sobre família e que havia, inclusive, utilizado o celular para traduzir o diálogo.

    Ele assumiu ter perguntado quanto ela ganhava e que tinha dado inicialmente US$ 10 a ela, que recusou o dinheiro, e mesmo assim depois deu mais US$ 10.

    Diante dos relatos, o suspeito foi detido e encaminhado ao Plantão da Mulher, onde o caso foi registrado como assédio sexual e importunação sexual. Um advogado acompanhou a confecção do boletim de ocorrência e ficou responsável pelos pertences do uruguaio.

    Use este espaço apenas para a comunicação de erros





    Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.