Segunda etapa da Orla do Porto ainda aguarda licitação para início de obras

Projeto prevê implantação de ciclovia, academia ao ar livre, bancos e estátuas de personalidades cuiabanas

Foto: Ilustração

A obra de segunda fase da Orla do Porto de Cuiabá, anunciada pelo prefeito, Emanuel Pinheiro em julho, ainda aguarda o fim do processo licitatório para começar a sair do papel. Conforme a prefeitura, para a construção já foram liberados mais de R$ 3,7 milhões do Ministério do Turismo. A previsão inicial é de que a obra custe R$ 7 milhões.

Conforme anunciou a prefeitura de Cuiabá nesta terça-feira (2), a Orla II, como foi chamada, faz parte do Projeto Porto Cuiabá e deve ficar sob a responsabilidade da Secretaria Municipal de Obras.

Continuação da Orla do Porto, que foi inaugurada pela prefeitura em dezembro de 2016 pelo então prefeito Mauro Mendes (DEM), o projeto prevê a implantação de uma ciclovia, academia ao ar livre, bancos e duas estátuas de bronze, em tamanho real, de personalidades cuiabanas.

De acordo com o superintendente do Instituto de Planejamento e Desenvolvimento Urbano (IPDU), Márcio Puga, a ideia é resgatar e valorizar o patrimônio histórico e ambiental da região, ao mesmo tempo em que promove o convívio social e fortalece o potencial turístico da região.

Revitalização do Porto

Além da segunda etapa da Orla do Porto, o local, de suma importância para a história de Cuiabá, também terá a reforma do cais, que há anos não é sequer visitado. Lá, o ambiente será transformado em um espaço cultural, com salas para exposições e apresentações. Já na parte superior, será feito um mirante, enquanto, na parte inferior, a prefeitura pretende transformar em “deck” elevado, com vista para o rio.

De acordo com o prefeito Emanuel Pinheiro, a obra também deverá ter o custo de R$ 7 milhões e tem o prazo de seis meses, a contar do início da obra, para ser entregue.

(Com Assessoria)