Secretário diz que projeto de Eder Moraes para Fethab incha máquina pública

Marcelo Duarte diz que concessões e PPPs são soluções mais modernas para infraestrutura

(Foto: Ednilson Aguiar/ O Livre)

O secretário de Infraestrutura (Sinfra), Marcelo Duarte, descartou adotar a proposta do ex-secretário de Estado Eder Moraes para transformar o Fundo Estadual de Transporte e Habitação (Fethab) em empresa de economia mista, com capacidade para captar empréstimos. Ele tachou a ideia de tentativa de inchar a máquina pública.

“Tudo que a gente não precisa é de mais uma empresa de economia mista no Estado”, afirmou. “Acho que existem mecanismos modernos, como concessões e PPPs (parcerias público-privadas), que podem ser utilizados. Não conheço a proposta, mas só de incluir mais uma empresa, entendo que não faz sentido, uma vez que o Estado precisa ser menor, mais ágil e mais eficiente. Qualquer criação de empresa representa um inchaço desnecessário ao Estado”, avaliou.

Duarte não quis, porém, a avaliar o fato de que o autor da proposta é Eder Moraes. “Não vou comentar sobre o autor, porque acho que isso já está mais que comentado”, disse. O governador Pedro Taques (PSDB) também rechaçou a possibilidade de avaliar o projeto. “Pelo governo não seria aproveitado”, afirmou, na manhã desta terça-feira (17), e se recusou a comentar a proposta.

Condenado a um total de 104 anos e 7 meses de prisão, em três sentenças diferentes, pelos crimes de corrupção passiva e ativa, peculato e lavagem de dinheiro, e outros, Eder já foi presidente do MT Fomento e secretário de Estado de Fazenda, além de ter sido secretário da Copa, entre outros cargos.

Ao apresentar o projeto para a imprensa, Eder rebateu os críticos do fato de ele ser o autor. “A tornozeleira está na minha perna, não na minha cabeça, na minha capacidade, na minha inteligência. Ninguém vai conseguir colocar uma tornozeleira nas minhas ideias”, afirmou.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorVó Francisca: a mulher centenária que sobrevive da fé
Próximo artigoMembros do CVMT explodem muro da Sesp e picham sigla da facção