Secretário diz que não há confirmação de variante colombiana em Mato Grosso

Gilberto Figueiredo afirmou que único caso em investigação é o de integrante da seleção da Colômbia, no início de junho

(Foto: Ednilson Aguiar/O Livre )

O secretário de Saúde de Mato Grosso, Gilberto Figueiredo, disse que não há “nada concreto” sobre a presença da variante colombiana do novo coronavírus no Estado. Ele disse que o único caso investigado até o momento é do integrante da seleção da Colômbia, durante a Copa América. 

“As secretarias de saúde dos municípios são obrigadas por lei a informar à secretaria de estado o diagnóstico de qualquer mudança em questão de pandemia. Até o momento, ninguém disse nada. Temos o caso do integrante da seleção da Colômbia, mas é só”, afirmou. 

Segundo ele, nenhuma pessoa vinculada ao hotel em que o time ficou hospedado compareceu para informar sintomas da covid-19. O Instituto Adolfo Lutz, de São Paulo, confirmou esta semana a presença da variante B.1.621 (colombiana) no Brasil.  

Conforme o instituto, a nova cepa foi identificada em dois homens de 37 e 47 anos, que integravam as delegações da Colômbia e do Equador. As seleções jogaram pela Copa América na Arena Pantanal no começo de junho. 

Essa variante foi confirmada pela primeira vez em janeiro deste ano e depois em outros 19 países. O secretário Gilberto Figueiredo disse que os estudos em andamento ainda não informam se ela é mais contagiosa ou letal.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorInvestigado pelo estupro do próprio filho em MT é preso em GO
Próximo artigoPresidente começa a se alimentar, mas ainda não tem previsão de alta