Secretaria recua e diz não ter provas de que maioria dos infectados com covid não tomaram a vacina

Instabilidade no sistema do Governo Federal impossibilita o levantamento e cruzamento das informações atualizadas, segundo nota da Pasta

(Foto: Marcos Vergueiro/Secom-MT)

A Secretaria de Estado de Saúde (SES) não tem os dados atualizados que relacionem vacinados e não vacinados com as internações ou óbitos por covid-19 em Mato Grosso. A Pasta alega que a instabilidade do sistema do Ministério da Saúde não permite o acesso ao painel de vacinados do Governo Federal para realizar o cruzamento das informações.

Uma projeção divulgada pela Secretaria nesta terça-feira (11), indicava que 95 de cada 100 pessoas internadas e diagnosticadas com a covid-19 optaram por não se vacinar contra a doença. 

Nesta quarta-feira (12), a SES recuou e alegou que a informação foi equivocada. Conforme nota divulgada pela Secretaria, o titular da Pasta, Gilberto Figueiredo, quis enfatizar que do total de pessoas vacinadas e hospitalizadas no Estado, a média de 0,2% foi a óbito.

Os dados correspondem aos meses de novembro e dezembro de 2021 e indicam ainda que, dentre os vacinados, 99,7% evoluiu para cura. Porém, os números absolutos não foram divulgados.

Leia a nota na íntegra:

“Devido à instabilidade dos sistemas do Ministério da Saúde, a pasta não consegue acessar o painel de vacinados do Governo Federal para cruzar as informações e gerar o dado atualizado que você precisa. Neste momento, dispomos dos dados de novembro e dezembro de 2021. 
Segue nota da SES sobre o assunto:
A Secretaria Estadual de Saúde (SES-MT) esclarece que:
1) Ao contrário de que a cada 100 pessoas internadas com Covid-19 em Mato Grosso, 95 não estão vacinadas, o secretário de Estado de Saúde, Gilberto Figueiredo, se equivocou e quis enfatizar que, do total de pessoas vacinadas e que foram hospitalizadas em Mato Grosso, apenas uma média de 0,2% foi a óbito, durante os meses de novembro e dezembro de 2021;2) Dentre os vacinados, 99,7% evoluiu para a cura – isto é, a maioria absoluta das pessoas imunizadas obteve alta médica.”

Governo Federal sem dados

Há 1 mês, o Ministério da Saúde foi alvo de um ataque de hackers e isso tem comprometido a disponibilização dos dados relacionados a pandemia da covid-19. Na ação, houve o comprometimento de sistemas de notificação de casos de covid, do Programa Nacional de Imunização e do ConectSUS.

A Polícia Federal investiga o caso.

LEIA TAMBÉM

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorGovernador do Rio Grande do Sul é diagnosticado com covid pela segunda vez
Próximo artigo5 Dicas para combater o vício em smartphones nas crianças